14 de nov de 2011

O SILÊNCIO DAS COISAS

Engraçado pensar que passamos boa parte do nosso tempo rodeados de sons, de música, de pessoas falando em volta da gente o tempo todo. Tudo nos leva a crer que não estamos preparados para o silêncio. Talvez isto explique a profunda paz que sentimos ao sair dos grandes centros urbanos e ir pro mato, irmos para aqueles lugares onde ainda se respira bem e a natureza parece existir solene e calma. Talvez o que estejamos precisando é de mais calma. Respirar mais. Escutar mais. Ouvir o silêncio das coisas. Nem tudo tem respostas (e nem precisa ter mesmo). Podemos, de repente, reinventar formas de enxergarmos tudo que nos cerca, entendermos e respeitarmos os limites e os mistérios do outro, da vida, do que nos rodeia.

Tantas pessoas buscando o tal status social, buscando o melhor carro, a melhor casa, a melhor roupa, o perfume importado, a melhor imagem no Facebook, mas tão poucos buscando serem pessoas mais espiritualizadas, mais verdadeiras consigo mesmas e com os que estão ao seu redor. Tanta superficialidade e tão pouco conteúdo. Pessoas solitárias se espalham pelo mundo. Muitos movidos pelo tal “status”, movidos por um casamento de aparência ou de conveniência. Aumenta o número de infelizes e diminui proporcionalmente a tal felicidade, a tão almejada e inalcançável felicidade. Porque até a pobre felicidade virou artigo de comercial. Vendem a imagem que só poderei encontrar se tiver o emprego X, usar o carro Y, morar no bairro Z e ter aquela vida “perfeita” de comercial de margarina, mas a realidade é tão diferente. O silêncio é tão revelador, mas ao mesmo tempo traz uma paz avassaladora. Tantas questões podem ser equacionadas com o simples gesto de silenciar.

Não vou encontrar o que procuro em falsas fantasias dessa felicidade plástica e hermética vendida nos grandes shoppings, mas dentro de mim, da minha essência e do meu silêncio.

LINDA SEMANA A TODOS, MUITA PAZ E BOAS ENERGIAS. BJS

18 comentários:

  1. É por aí mesmo, meu amigo... Espero que acordemos, antes que seja tarde... Beijo grande!

    Ana Paula

    ResponderExcluir
  2. ah, isso sim é q é pessoal, eu vivo sozinho e em silêncio a maior parte do tempo. vivo num prédio alto q não dá pra ouvir o barulho da rua. ir pro mato pra mim não me traz paz, mas um profundo tédio.

    acho q comecei errado esse comentário...
    é q vc disse no meu que "autoestima" é uma coisa pessoal, não é. é um conceito que a psicologia trabalha e uma palavra dicionarizada, uma palavra não pode significar uma coisa pra cada um senão a comunicação nunca iria acontecer. o problema de autoestima é exatamente esse q estou discutindo no meu blog, meu sentido para ela não era o real da palavra, então eu não entendia o q as pessoas estavam dizendo pra mim. pelo seu conceito, eu não tenho problemas de autoestima, por ex.

    ResponderExcluir
  3. caro Edilson,

    vc não foi indelicado comigo, absolutamente!
    e talvez eu não tenha mesmo compreendido o q vc disse. no seu comentário, vc falou: "Acho até complicado você perguntar para as pessoas o que é "auto-estima" porque é uma coisa tão subjetiva, tão de foro íntimo. Cada um vai ter um ponto de vista. Eu tenho pra mim que a auto-estima está ligada ao fato da pessoa se conhecer profundamente como pessoa mesmo.", como vc colocou autoestima entre aspas então vc se referia ao significado da palavra, por isso eu disse que autoestima não é algo pessoal. concordo com vc que o processo para construir esta autoestima é realmente pessoal, mas o que a palavra significa, q é sobre isso o meu texto, isso não é pessoal.

    e eu sei q seu texto não convida as pessoas para ir pro mato, mas o q tow dizendo é que o silêncio, per si, não é algo bom, ele também pode ser extremamente sufocante.

    ResponderExcluir
  4. Queridos:

    Alê - Nada contra o ter, mas contra ao tornar-se escravo dele...rs. Precisamos SER mais e valorizar de fato coisas mais primárias, mas é maravilhoso TER tb, absolutamente nadaaaa contra. Beijooos.

    Ana Paula - Faz um blog pra você menina, vc sempre tem tanto a dizer. Gosto das coisas que fala em seu Facebook. ESpero que consigamos acordar a tempo mesmo...rs. Beijooos.

    Foxx - Sinceramente acho muito extensa esta discussão acerca do termo auto estima porque não acredito que possamos analisar meramente a palavra porque estamos falando de algo além das palavras, estamos falando de vida, de pessoas, de experiências e diversas óticas de enxergar o processo do existir. Façamos o seguinte: vamos esquecer tudo isso e seguir em frente, sem maiores traumas a ambos (sendo irônico...rs). Abraço grande.

    ResponderExcluir
  5. Nem tudo tem respostas (e nem precisa ter mesmo). Podemos, de repente, reinventar formas de enxergarmos tudo que nos cerca, entendermos e respeitarmos os limites e os mistérios do outro, da vida, do que nos rodeia.

    (Talvez isto coonsiga resumir o que eu quis dizer no seu blog querido Foxx).

    ResponderExcluir
  6. Lendo teu texto, lembrei da teoria da carroça vazia.

    É bem por aí.

    Um beijo, queridão.

    ResponderExcluir
  7. Gostei da reflexão. Momentos de reflexão (que requerem, concordo, isolamento, sim, mas não no mato necessariamente, até porque não tenho muito como fazer isso com facilidade e com a frequencia de que preciso). "Ir pro mato" tomo como uma metáfora. Qualquer coisa que nos ajude a refletir serenamente e a "reinventar formas de enxergarmos tudo que nos cerca, entendermos e respeitarmos os limites e os mistérios do outro" é bem-vinda!
    Isso me leva, por exemplo, a ser menos reativo, menos pretencioso, menos prepotente, o que afasta menos as pessoas e me leva a ser menos sozinho na vida. Ou seja, ao final, momentos de solidão e de isolamento dos outros me aproximam de mim, me ajudam a voltar melhor ao mesmo convívio do qual me isolei por instantes...

    ResponderExcluir
  8. Edilson,
    parabéns pelo texto. realmente o Ser Humano se perdeu pelos caminhos da vida. E os valores foram deturpados, onde o TER importa mais do que o SER. Poucos conseguem elevar seus espíritos e ultrapassar as barreiras da ganância e do socialismo/capitalismo que o próprio Ser Humano impôs a sua raça.
    Bjos no seu coração.
    Claudia:
    eusouumafenix.blogspot

    ResponderExcluir
  9. O silêncio tem som, sim. E diz muitas coisas. Desafio é aprender a escutá-lo... hehe! Lindão, meu herói! Hugz!

    ResponderExcluir
  10. Uau...escreveu maravilhosamente bem! Isso é a pura verdade, Edil...Abaração.

    ResponderExcluir
  11. E aí Edilson como vc está?
    E ó eu estou a algum tempo fazendo um trabalho de interno de melhoria, tentando amenizar algumas características minhas que eu acho que não são tão interessantes, mas eu te confesso: Ownn coisa difíciiil viuu!! aia iii, mas como disse estou em processo ainda!!!
    Abraçooooo! :)

    ResponderExcluir
  12. Adoro o silêncio, que tem um som que raramente ouvimos.

    ResponderExcluir
  13. Você me provoca... Então lá vai: SENSACIONAL! :P Muito bom o seu texto! Uma das coisas que eu mais preciso aprender nessa vida é não achar que existe uma resposta pra tudo, acho que é mania de jornalista junto com a minha personalidade, tudo, desde que me entendo por gente, eu vou em busca dos porquês... Então essa parte do seu texto me chamou bastante a atenção e me deixou aqui refletindo e vc tem razão! ;)
    Beijo, beijo queridão e excelente final de semana!
    She

    ResponderExcluir
  14. Amore mio, a atenção com que te leio é indescritível, consigo nesses minutos me desligar de tudo a minha volta, e nesse texto eu consegui ir pro "mato", que é o interior de cada um de nós, o silêncio que tanto precisamos e que nos ajuda a refletir sobre atitudes, sobre condutas e muitas outras coisas no nosso dia a dia.
    Respostas, já não as estou procurando tanto, então vou parar de fazer perguntas, deixar o tempo me mostrar o que é melhor.
    Posso até mudar algumas respostas, que outrem pense ser as certas, responderei eu mesma da forma que melhor me convir.

    Enfim, amo te ler e mais ainda te ouvir, e mais ainda amo amar você.
    Beijos e o desejo de um final de semana delicioso.

    ResponderExcluir
  15. Queridos:

    Luna - Nâo estou a par desta teoria (será que é a mesma do copo d'agua???rs). Obrigado pelo carinho de sempre lunalinda. Bjss.

    Alex M - Perfeita sua análise. O texto convida os leitores a interiorização, a uma verdadeira catarse em busca do mais orgânico em detrimento do que é apenas superficial. Abraços e volte sempre. Muito bom contar com observações tão inteligentes.

    Cláudia - Fico extremamente gratificado em ver que o texto cumpriu seu real papel de levar a uma reflexão mais aprofundada acerca do silenciar enquanto condição de olhar para a essência. Venha sempre e seja muitíssimo bem-vinda. Beijooos.

    Fred - Sucinto e perfeito (pravariar...rs) por isto que te chamo de "myhero"...rs. Abraços e obrigado pelo constante carinho.

    J.M - Que gostoso revê-lo aqui. Venha mais hein o Lua estava com saudades...hehehehe. Obrigado pelo carinho. Abraços.

    Vanderson - Olha queridão, se servir de consolo acho que não só você como boa parte da humanidade está exatamente vivenciando o mesmo processo do descobrir-se e aprimorar-se...rs. Que graça teria a vida se não fosse assim??? Abraços e obrigado pelo carinho.

    Sad Eyes - Extremamente importante esta capacidade em exercitar o ouvido e a alma para escutarmos coisas primordiais que acabam sendo engolidas pela urgência do ter do mundo moderno. Volte sempre, bom podermos discutir sobre a psiquê humana. Abraços.

    Sheilinha - Impossível não amá-la hein...rs. Começar seu comentário com "sensacional" mexe profundamente com meu ego...hahahahaha. Fico muito gratificado em saber que as coisas que escrevo levam os leitores a reflexão e a alguns momentos valiosíssimos de introspecção. Beijooos lindona e obrigado em poder contar com seu carinho sempre.

    Majoli - E lá vamos nós...rs. Fico profundamente feliz em poder discutir minhas ansiedades, impressões e necessidades com uma amiga tão especial e inteligente. Pra mim é profundamente estimulante discutir a alma humana porque quando o fazemos temos a chance de entendermos melhor o funcionamento das emoções. Obrigado por palavras tão elogiosas. Você é uma amiga especial mesmo. Beijooos.

    PROFUNDAMENTE FELIZ EM RECEBER UM RETORNO TÃO BACANA NESTA POSTAGEM. BOM SABER QUE AS PESSOAS ESTÃO DISPOSTAS A DISCUTIR A ALMA HUMANA. BEIJOSS E LINDO FIM DE SEMANA.

    ResponderExcluir
  16. sou um amante do silêncio ... silêncio q nos acalma, silêncio q nos remete ao nosso interior, silêncio q nos leva à reflexão, silêncio q nos ensina ouvir ...

    bjão

    ResponderExcluir
  17. Querido Paulo:

    O silêncio é tão benéfico porque nos liga ao nosso melhor, a buscar aquela zona de tranquilidade que fica dentro da nossa essência, o que nos une diretamente a mãe-Terra.
    Linda semana e ótimas energias. Abraços.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.