6 de dez de 2011

ATÉ QUE PONTO SE DOAR?

Hoje o post é para falar exatamente de uma questão que eu particularmente sempre venho me questionando (eu acredito que seja uma pergunta que angustia uma boa parte de vocês também). A pergunta que dá titulo a esta postagem fala da angústia que sentimos ao saber até que ponto devemos nos doar. Muitas vezes na vida escutei pessoas dizendo que “não devemos esperar nada de ninguém”, “não devemos criar expectativas”, mas será que conseguimos de fato fazer isso?

Confesso que venho ao longo da vida tentando aprender a ser mais desconfiado, tentando ficar com o pé mais atrás, não expor tanto a coisas e pessoas. Mas às vezes me sinto tão incrivelmente idiota e ingênuo. Por que falo isso? Porque recentemente sofri mais uma decepção com alguém que considerava bastante. Isso, porém, só veio me mostrar como nos engamos com os outros. Você pode fazer seu melhor, dedicar-se, ser uma pessoa bacana, e inevitavelmente alguém irá vir e magoá-lo, independentemente de você ser do bem, em algum momento você se sentirá traído e enganado.

Essa situação também me fez enxergar que muitas vezes nutrimos carinho por gente errada. A recíproca nem sempre é verdadeira. A estima que você desenvolve em muitos casos é unilateral. Não se cria amizade, amor, nem qualquer relação saudável quando se estabelece uma relação unilateral. Isso tudo fica bem claro no momento da decepção. Tem toda aquela história de generosos e egoístas, mas não quero me ater a essa questão, pois senão estarei fugindo da proposta inicial deste post. Quero falar da necessidade que temos em nos doar.

Talvez porque aprendemos desde crianças a dividir. Não sei se é o caso da maioria, mas fui uma criança que aprendeu desde cedo a dividir minhas coisas com as outras crianças. Apesar de ser filho único, sempre emprestava lápis, borracha, canetinha hidrocor, tudo. Nunca fui uma criança egoísta e acho que me tornei um adulto generoso, generoso com os amigos e meus relacionamentos, nas palavras, generoso na vida. Talvez isso tenha me deixado um pouco sem noção do quanto devo me doar. Difícil muitas vezes não acabar se sentindo um bobo.  Não sei se é lícita essa sensação, mas de repente percebo que nem sempre devemos ser tão generosos com determinadas pessoas.

Isso me faz lembrar a frase “dar pérolas aos porcos”. Definitivamente nem todos merecem nosso melhor. Cuidado ao se doar, nem todos estão dispostos a serem tão bacanas com você. Muitas vezes o melhor a fazer é ser um pouco mais reticente.

Pessoas vão, pessoas chegam... algumas simplesmente permanecem.

Linda semana, amigos do Lua! Beeeijos.

10 comentários:

  1. mas assim, neste caso, qndo vc naum esta sendo generoso e sincero e tudo mais pq não vai receber o mesmo em retorno, vc naum estaria fazendo isso (sendo generoso e tal) pelos motivos errados? eu sempre imaginei q deveríamos fazer essas coisas pq é a coisa certa a fazer, não por esperar algo dos outros.

    ResponderExcluir
  2. "nutrimos carinho por gente errada" é bem por aí mesmo, mas como saber se a pessoa é certa ou errada sem tentar?!
    Eu penso que não devemos esperar nada de ninguém, mas como vc colocou, será q é possível?
    No final sempre prefiro ser generoso, eu faço a minha parte, mesmo que no fim o resultado seja aquele negativo de quase sempre.
    Abraçooo e ótimo texto!

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem lindo?! olha vou te contar, eu sou muito besta, digo que não vou confiar mais eu não resisto. eu as vezes não vejo maldade nos outros e sempre quebro a cara, o que voce falou é muito do que penso entende?! VIVEMOS em um mundo que nos faz desconfiar de tudo e de todos. é FATO, amei demais o seu post. Dá uma passadinha no meu blog?!


    estou te seguindo
    http://selvamasculina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ei querido, amei! :P (rsrs)
    Eu confesso que desde o ano de 2010 faço faxina em minha vida pessoal e relacionamentos de mão única não me interessam mais... ;) Relacionamento é uma troca, qdo só um lado dá não me interessa em nadinha! Volto aqui antes do Natal pra falar contigo!
    Beijo, beijooooo!
    She

    ResponderExcluir
  5. O problema é que quando esperamos que os outros façam o que nós faríamos, o risco de decepção é grande. Eu sei que é difícil, mas o negócio é não criar grandes expectativas, queridão.

    Assim, ao menos, temos chances de boas surpresas.

    ;)

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  6. Queridos:

    Foxx - Quando leio as coisas que você me escreve aqui no Lua fica com a sensação de que ou você não leu a postagem inteira, ou simplesmente não a entendeu...rs. Acho curioso que você pense as coisas que disse acima. Apenas estou dizendo que não se constrói relação alguma quando ela é unilateral. Releia a postagem, talvez a capte. Abraços.

    Vanderson - Pefeito. Isto mesmo. Quando temos a consciência que estamos fazendo a nossa parte da melhor forma possível já demos o primeiro passo para construir algo bacana. Obrigado pelo comentário carinhoso e inteligente. Abraços e lindo fim de semana.

    Paolo - Infelizmente vivemos neste mundo cão mesmo, mas é o que temos,né? Ou aprendemos a ser melhores como pessoas ou estaremos fadados ao fracasso emocional. Lindo fim de semana. Abraços.

    Sheilinha - Ah para vai...hahahahaha você AMA tudo que escrevo...rs. Obrigado lindona, fico profundamente gratificado de tê-la sempre por perto com seus comentários inteligentes e coerentes. Beijoooos e lindo fim de semana.

    Luna - Lindona, concordo em termos com você e explico o porquê: sempre estamos criando expectativas em relação a tudo e todos, desde o dia que nascemos. Enxergo isto com a clareza de um cara que já viveu muitaaa coisa. Esperar é ruim mesmo, mas não esperar é muito triste também. Beijooos e lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Então... Vamo que vamo que 2012 vem aí com força total! Uebaaaaaaaa! :P \o/
    Beijo, beijooooooooo

    ResponderExcluir
  8. Com carinho eu sempre faço o mesmo que eu faço com dinheiro: só empresto ou ofereço se, no caso de eu não receber de volta, aquilo não for me fazer falta...

    ResponderExcluir
  9. Queridos:

    Sheilinha - Vamos mantalizar coisas boas e torcer que 2012 seja um ano de muitas alegrias e conquistas né, não?rss Beijoooos lindona e uma semana bacanérrima pra ti.

    Cara Comum - Na verdade acho que precisamos fazer a nossa parte e esperar que o universo se encarregue de fazer a parte dele. Ninguém vive sem esperar e sem expectativa, acho que o bacana mesmo é tentar achar o equilíbrio das coisas. Linda semana. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. MUITO OBRIGADO PELO CARINHO DE SEMPRE. SE CADA UM SE FIZER SUA PARTE COM CERTEZA TEREMOS UM MUNDO MELHOR, MAS DEPENDE DA INICIATIVA PESSOAL DE CADA UM DE NÓS. BEIJOOOOOOS.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.