29 de jan de 2013

UNS FILMINHOS DO GATO




As vantagens de ser invisível ( The perks of being wallflower), 2012, EUA.

Direção:  Stephen Chbsoky

 Depois de algum tempo querendo ver este filme,ontem eu consegui. Confesso que a primeira vista não estava me interessando muito. Talvez porque a dinâmica dele seja diferente da maioria de filmes que estou acostumado. O ritmo dele é um pouco mais lento, mas no decorrer da historia nos deixamos levar pelo jovem Charlie e todas as dificuldades que ele enfrenta diante da questão do relacionar-se.


 Em tempos de tanta interatividade, que os grupos cada dia se buscam mais e mais, onde a maioria quer se sentir inserido em um gueto, uma tribo, percebemos de fato o quão importante é o sentimento de pertencimento. Talvez a questão primordial do filme seja a capacidade que cada um daqueles jovens tem de buscar o auto-conhecimento, o momento ideal de começar a aguçar a percepção do que são e o que buscam para realizar seus desejos. Charlie, Sam e Patrick tornam-se grandes amigos e estão naquela fase de tentar tomar decisões que mudarão o rumo da vida deles. Aquela temida e deliciosa fase da transição da adolescência para a vida adulta, no finzinho do colegial prestes a ir para universidade, onde tem que lidar com seus dramas pessoais.

Encontramos em elenco jovem, afinado e disposto a mostrar um cinema de qualidade. Não é um daqueles filmes excepcionais e merecedores de grandes premiações, mas as atuações da tríade ( Logan Lerman ,Emma Watson e Ezra Miller ) nos convence.

Trilha sonora especial daquelas que a gente realmente tem vontade de ter por perto sempre que quiser divagar sobre a vida e seus mistérios, fotografia bem cuidada, o filme não é datado, mas algumas referências como fitas cassetes e máquina de escrever nos remetem aos anos 80.

Bom filme.

Um beijo roubado ( My Blueberry Nights), 2007, Filme sino-francês



Direção: Wong Kar Wai

Por indicação de uma amiga blogueira (Lala) e fui em busca deste filme e não me arrependi. O mote central da historia são os desdobramentos do amor, a falta dele, em como as pessoas lidam com suas misérias afetivas, em como os personagens podem (ou não) se recuperarem diante um término de relacionamento. Não é um filme convencional, vou logo avisando. Algumas pessoas talvez não o absorvam de primeira, talvez porque estejam acostumadas com as historinhas hollywoodianas com finais felizes, mas aqui vemos interpretações magistrais da lindeza da Rachel Weisz (Sue Lynne), David Strathairn (Arnie) e Natalie Portman (Leslie).


 Sabe aqueles filmes que mexem com a gente? Pois é, este dá uma revirada na nossa cabeça, diálogos profundamente bem escritos, uma fotografia de tirar fôlego ( minha cena favorita é quando Rachel Weiz está entrando em um carro, recomendo verem o filme..rs). Pra quem ama fotografia é um prato cheio, transbordante. Uma das fotografias mais bonitas que me lembro de ter visto no cinema. Alguns momentos parece que estamos assistindo a um vídeo-clipe de tão bem cuidados que são certos enquadramentos. Natalie Portman linda, loira and wild...rs, Jude Law sempre na medida certa da interpretação, Norah Jones me surpreendeu muito em uma interpretação convincente e comedida. Minha maior alegria foi conhecer (não me lembro de ter visto nada dele) David Strathairn, que ator é este hein? Putz, excelente, um ator de primeiríssima. Bem acho que já vendi o filme procês, né? O peixe está vendido.



Obsessiva (Obsessed), 2009, EUA



Direção: Steve Shill

Um daqueles filmes previsíveis que já imaginamos o final trágico mas mesmo assim não conseguimos desgrudar os olhos da tela. O vice-presidente executivo Derek Charles (Ildris Elba)vê sua vida completamente alterada a partir do dia que uma nova funcionária temporária entra em seu escritório e começa a assediá-lo ostensivamente. Só que esta funcionária é uma mulher linda e atraente( uma mistura de Blake Lively com a top brasileira Alessandra Ambrósio) e pra ele não é tão fácil se livrar dela como imaginara. Logo que chega ao novo serviço, Lisa desenvolve uma doentia fixação em seu chefe. Quando ele percebe isto ele começa a evitá-la e rechaçá-la mas a loira é dura na queda...rs


 Quando ele percebe ela o está cercando por todos os lados e quando a situação parece não conseguir piorar mais a moça “tenta o suicídio”. Até então a história só envolvia ele e a funcionária, mas agora entra em cena a mulher “traída” Beyoncé (Sharon Charles) que fará que tudo para defender seu casamento ( o que nos rende uma excelente e muito bem coreografada cena de luta entre ela e sua rival). A atriz Ali Carter dá vida a ensandecida Lisa Sheridan que mais parece ser uma discípula da louca e maravilhosa Alex (Glen Close) do trhriller Atração Fatal.

Como sempre digo, não é filme de Oscar, mas vale sempre a pena conhecer novos atores e ver Beyoncé em cena sempre é gostoso..rs

Bons filmes garotada e linda semana. Beijos.

Obs: Imagens retiradas do Google.






17 comentários:

  1. Dicas sempre bem vindas para um "véio" aposentado q sempre fica procurando o q fazer nestas tardes chuvosas ... rs

    bjão querido ... voltei ... beijos e abraços dados viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz:

      Véio??? Where? kkkkkkkkkkkkkkkk

      Você tem 7 fôlegos honey, só a energia que tem para aquelas caminhadas de 58675 horas e ainda encarar o bloco da Banda de Ipanema, só os fortes sobrevivem...rs

      Os filmes são bons sim, pode assistí-los sem medo..rs

      Linda semana. Beijooo.

      Excluir
  2. saudades de visitar aqui...
    e my blueberry nights é lindo demais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Superficialevulgar:

      Bom retorno e não suma...rs

      Linda semana. Abraços.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Frederico:

      Grato pelo carinho de sempre querido.

      Linda semana. Beijo.

      Excluir
  4. Enrolei tanto que nunca fiz um post sobre "As Vantagens...". Mas é seguramente o único filme que mexeu comigo ano passado. Chorei muito, nas duas vezes que vi. E a trilha sonora nem dá pra falar.

    Abraço meu caro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Humberto:

      Para de enrolar então hein...rs adoro as coisas que você escreve..rs

      Eu não chorei em nenhum dos 3, mas os achei bons filmes.

      Linda semana querido. Abraços meu amigo.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. quero ver mto o primeiro filme...
    muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx:

      O veja sim, é muito bom mesmo.

      Beijo querido.

      Excluir
  7. Tenho (um pouco de) medo da Beyyyyyoncéééééééé de atriz... mas curti as dicas! E sobre o do James Franco eu tb fiquei um pouco reticente... mas não vou julgar antes... acho que não! Hehehehe! Hugz, my hero-cinéfilo-friend!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Não é uma grande atriz mesmo, mas já a viu em Cadillac Records? Ela tá incrível no papel de Etta James.

      O Frang..opss Franco...rs é esperar pra ver, né?rs

      Abraços mysuperherofriend.

      Excluir
  8. Caramba ... Natalie Portman com Jude Law ? Se a quimica for boa como em Closer, vale a pipoca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael:

      Na verdade eles não contracenam, são de historias diferentes.

      Abraços querido.

      Excluir
  9. como eu perdi 'as vantagens...' no cinema, vou ler o livro primeiro. já estou com ele em mãos.

    o beijo roubado é bacana mesmo.

    o último eu já anotei pra ver também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Railer:

      Na boa?? Recomendo apenas os 2 primeiros, mas este terceiro pode ficar sem vê-lo...rs

      Abraços querido.

      Excluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.