20 de fev de 2013

LIBERDADE É TAMBÉM DIZER NÃO

 
 Algumas pessoas confundem o ato de negar algo como uma prova de não amar e muito pelo contrário, negar também o é. Depois da revolução sexual onde tudo era permitido, onde jovens exercitavam livremente suas sexualidades estes jovens cresceram, casaram e tornaram-se meio perdidos e sem parâmetros do que pode e do que não pode. Pais são acima de tudo pais, não devem ser confundidos com o coleguinha da escola, nem o filho do vizinho. Vejo muitos pais perderam a autoridade de exercitarem seus papéis de forma ética e compromissada.
 
O que mais podemos perceber nos dias de hoje são crianças crescendo sem referenciais, não respeitam mais os avós, enfim não respeitam as pessoas que deveriam enxergar com carinho, amor e respeito. Pergunto-me que tipo de indivíduo estas crianças de hoje se tornarão? Prováveis delinqüentes que não saberão respeitar nada e nem ninguém, de repente futuros assassinos dos próprios que os criaram sem uma educação sólida e com a imposição de regras e limites. Alguns poderão dizer que o que digo é um exagero mas não é não, basta ver os noticiários e o pipocar de filhos que matam pais, tios, avós, algo impressionantemente triste.
 
Acredito que a permissividade excessiva na criação dos filhos os torna sem limites. Quem não tem limites tem a falsa sensação de poder tudo, poder infringir leis, roubar, matar, abusar de menores. Uma pessoa que não respeita leis automaticamente não está apta em viver em sociedade. O que mais temos notícias é da quantidade enorme de adolescentes consumindo bebidas alcoólicas e drogas de maneira natural como se fosse algo possível, e me pergunto onde estão os pais ou responsáveis? Provavelmente com o desejo de se “livrarem” dos filhos os mandam em bandos para ás ruas para “exercitarem” uma maturidade que ainda não possuem.
 
Algumas vezes todos nós que de uma maneira ou outra acabamos aceitando coisas das quais não concordávamos só para não contrariar determinada pessoa ou interesse, quem nunca não é mesmo? Saber dizer não é impor limites, é mostrar para a outra pessoa que discordamos daquilo, mas não é uma atitude de negação de amor. Por trás do não sempre existe uma justificativa e é válido que você explique para a outra pessoa seu ponto de vista. Em alguns momentos só para não polemizar, para não criar atritos com o outro, tudo bem, ok. De repente é uma atitude até sensata e madura.

Aceitar tudo não é prova de amor, é prova de estamos nos anulando. O que eu sempre digo é que todos devemos buscar o equilíbrio pois é através dele que vamos conseguir nos sentir mais plenos e íntegros com os nossos próprios sentimentos. Liberdade de dizer sim, não, talvez...mas sempre com  carinho.

Beijos

5 comentários:

  1. sou do tempo q toda criança aprendia a compreender e respeitar o limite de tudo ... hoje esta coisa está fora de moda ... uma pena ... por isto não sou um cara q curta muito crianças à minha volta ... mas culpa não é delas e sim de seus pais q acham q filhos é só trepar e parir ... uma pena mesmo ... isto me dá um certo medo dos dias de amanhã ...

    bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz:

      Eu concordo com você. O povo acha que ter filhos é apenas fazê-los e esquece de depois de feitos precisam ser educados e aprenderem a conviver em sociedade. Infelizmente muitos pais acabam largando os filhos para que a vida tome conta deles...

      Beijão meu amigo.

      Excluir
  2. Vou te dizer, meu caro... tem muito "não" nessa vida que se revela muito mais proveitoso que alguns "sims" que a gente recebe... Mutcho bom! Hugz, my hero-poolpartyzeiro-friend! PS: a gente vai de sunga ou bermuda???? Hahahahahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Exatamente. Por trás de toda negativa tem algo de muito bom escondido, de repente algo melhor está sempre preparado para nós, não é mesmo?

      Eu aconselharia você ir de bermuda pois de sunga ia ser meio pobremático...c entende, né? kkkkkkkkkkkkkkkk

      Abraços mysuperheropobrematicofriend...rs

      Excluir
  3. muito bom o texto. concordo que é preciso dar limites e isso não deixa de ser uma forma de amor e cuidado.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.