3 de mar de 2013

APRECIANDO O SILÊNCIO

 
 O texto de hoje vem tratar de um assunto que julgo ser de extrema importância que é o ato de permanecer calado. O ato de calar-se talvez não seja bem compreendido em nossa sociedade ocidental, uma vez que a grande maioria das pessoas sentem uma necessidade profunda de se expressarem, chamarem atenção para si mesmas, mostrarem que estão presentes com grande alarde e agitação. Depois de um certo tempo percebo que o ato de permanecer-se calado é profundamente sábio e inteligente. E por que digo isto? Talvez porque no atual momento experimente a sensação de estar chegando aos 37 anos e reavaliando todo o processo da existência.
 
 
Ouvir o próprio silêncio é extremamente importante uma vez que estamos conseguindo respeitar nossos próprios sinais. Respeitar o silêncio alheio também. Podemos (e devemos) ser seres sociais, mas é importante também que tenhamos o nosso momento íntimo preservado, o momento dos encontros com as próprias ideias e pensamentos. Hoje, um homem de 36 anos, percebo a importância dos momentos solitários. O ato de escrever é um ato extremamente solitário que me possibilita extravassar pensamentos, formatar idéias, expor opiniões e tudo isto de um jeito ou de outro me aproxima dos demais leitores. Ao escrever me encontro só, mas é a mesma sensação do rio que encontra o mar. O escritor é rio que corre em direção a algo maior, os leitores são o mar.
 
As pessoas que privam da minha intimidade, meus amigos, as mais próximas sabem que sou um cara extremamente sociável e brincalhão, mas prezo muito meus momentos de introspecção. A pintura é um clássico exemplo disso. Pintar tem sido um ato deliciosamente solitário, porém profundamente redentor. Encontro no ato de pintar o encontro das imagens adormecidas em minha mente que afloram na tela revelando cores e sentimentos encobertos.
 
Algumas pessoas fogem desesperadamente de sentirem-se sós, mas acho isto uma tremenda bobagem. São necessários estes períodos sabáticos de reclusão até pra conseguirmos dar o real valor ao contato com as demais pessoas. Essencialmente somos seres que nascemos e morremos sós e não há como fugir de algo tão definitivo, uma realidade irrefutável.
 
No silêncio, nos momentos de reflexão, na reclusão onde nós podemos experenciar a sensação de estarmos sozinhos com os nossos pensamentos conseguimos enxergar coisas que muitas vezes no meio da agitação não poderíamos. A contemplação nos traz além da serenidade o equilíbrio de encontrarmos as tais respostas que tanto buscamos na adolescência.
 
Aprecio grandes mesas onde eu e meus amigos podemos dialogar e trocar experiências de vida, gosto de agito, de papos divertidos, nonsense, calorosos, emocionados. Sou um cara falante, amo conversar sobre cinema, música, espiritualidade, livros, arte em geral, mas ultimamente ando apreciando tanto o silêncio, aqueles momentos de solidão saudável são importantes para minha higiene mental, servem além de tudo para me reequilibrar espiritualmente.
 
 
Não fujam dos seus silêncios, não abram mão dos seus momentos sozinhos onde vocês podem fazer carinho pra alma de vocês, faz um bem danado...posso garantir...rs
 
 
Beijos meus amigos e linda semana.

17 comentários:

  1. Sempre que leio seus textos sinto muita afinidade com seus pensamentos. E esse é mais um texto tudo a ver com meu jeito de ser.

    Gosto de estar com as pessoas que curto, mas amo meus momentos de solidão, meus momentos eu comigo mesma. Preciso disso para reabastecer as baterias.

    E sim, o ato de calar-se é algo que a experiência de vida aperfeiçoa.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama:

      Fico muito agradecido em saber que você se identifica tanto com os meus textos. Acho que a função de quem escreve é provocar algo, suscitar emoções, e saber que as coisas que escrevo lhe mobilizam de alguma forma me deixam feliz.

      Beijos e linda semana.

      Excluir
  2. Magnífica reflexão Edílson!
    Eu amo o meu silêncio reflexivo qdo dele necessito e tb sei respeitar o dos outros. Nem sempre as pessoas aprendem a lidar com isto. A maioria tem medo realmente pois o silêncio nos leva a pensar e pensar, muitas vezes, para uma grande maioria, é motivo de angústia e pânico.

    Parabéns ...

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz:

      Obrigado, meu amigo. Bom saber que meus textos tem sido de alguma serventia para os leitores...rs Em mundo de tantas efemeritades e coisas que não são verdadeiras, escrever algo proveitoso e reflexivo nos agrega, nos melhora, não é mesmo?rs

      Linda semana. Beijooo.

      Excluir
  3. Somente a sensação de estar chegando aos 37 anos né, pois aparentemente você está longe dessa idade...

    O silêncio é vale mais do que 1000 palavras, e às vezes, se faz necessário.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro Fers:

      Fico feliz em saber que aparento menos, muitoooo bom saber disso mesmo....rss

      O silêncio é precioso, inspirador e necessário.

      Linda semana. Abraços.

      Excluir
  4. sério que essa carinha de quase 30 já tem 36? uau, tá muito bem, querido! ;-)

    gostei da reflexão pois eu tou neste caminho, um pouco atrás de você, mas tou. rs

    tenho trabalhado mais o fato de 'ouvir' ao invés de 'falar', o que tem sido difícil, mas tou indo bem. e o silêncio e os momentos sozinhos são algo que a gente deve mesmo valorizar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Railer:

      Normalmente as pessoas tem a mesma reação que você...todo mundo acha que aparento menos...sei lá, acho que é a cor..hahaha.

      Fico feliz que meu texto tenha lhe gerado sentimentos bacanas, bom saber que escrevemos algo que reverbera dentro do outro.

      Trabalhar os sentimentos e buscar o equilíbrio pra mim são palavras de ordem sempreee...rs

      Linda semana. Abraços.

      Excluir
  5. Muito bom seu post. E também estou nesta fase introspectiva...é melhor permanecer calado e não se importar muito com as coisas...tudo a seu tempo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heron:

      Este meu visitante ilustre e sumido....rs

      Fico feliz em saber que não esqueceu o Lua...rs

      Tudo a seu tempo, exatamente isto.

      Linda semana. Abraços e volte sempre.

      Excluir
  6. Há diversos momentos em que a mente e o espírito pedem para que fiquemos isolados e possamos ter um bate-papo interior, e isso ocorre nas horas em que estamos fazendo algo de que gostamos muito: desenhando ou pintando, lendo, ouvindo um CD sozinho, vende um filme ou um programa de tevê, ou simplesmente quando não estamos fazendo nada, apenas sentados ou deitados apreciando uma paisagem (e me refiro não apenas a paisagens da natureza, e sim a decoração de sua própria casa, a vista da janela em meio a uma cidade grande). É no silêncio que muita coisa pode ser discutida dentro de nós mesmos, e isso deve ser valorizado pq faz parte de nosso amadurecimento. Não se deve temer a solidão, portanto. É preciso curti-la e aproveitá-la ao máximo para se autoconhecer e, em consequência, conhecer o mundo ao nosso redor.
    Bjs, Bô. Vc insistiu, eu vim, tá vendo só? rs
    Boa semana
    Pierre :: Bazar Masculino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bazar Masculino:

      São importantíssimos os momentos de isolamento. Eu cada dia que passa valorizo mais meu quarto, minhas coisas, meu mundo particular. Valorizo estes momentos de isolamento até pra conseguir dar o real valor da demais cias.

      Eu acho que todos devemos buscar o bem estar físico e psíquico e o silêncio nos ajuda a realinhar ideias, sentimentos e perspectivas. Muitas vezes na contemplação de um fim de tarde, ou o mero ato de sentar em frente ao mar e ver o movimento bailado das ondas, geram em nós uma paz infinita, não é mesmo?rs

      Linda semana, volte sempre hein...rs Beijooos.

      Excluir
  7. Podem até não acreditar, mas juro que tenho meus dias mais "introspectivos" e silenciosos! Faz bem. Sem exgerar, claro!
    E #invejamaster de quem é vizinho da Mônica, tzá? Hahahahahaha! Hugz, my hero-ChicoBento-friend!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Sim, eu acredito que tenha seus momentos de introspecção mesmo, até porque não formularia textos tão inteligentes, divertidos e/ou emocionados como os que já li se não tivesse dentro de você uma capacidade de distanciamento e de contemplação do outro. Você é realmente admirável meu amigo.

      Linda semana mysuperhoneyherofriend.

      Excluir
  8. Eu preciso aprender isso. Parabéns pela reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio Santos:

      Sim, é preciso aprender a ser só para ser acompanhado. È preciso valorizar um dia de sol para aprender a lidar com os tempos de chuva.
      Tudo é aprendizado e vem devargarzinho, com o tempo, ah o tempo...sábio tempo...rs

      Linda semana. Abraços querido e grato pelo carinho que vem demonstrando sempre.

      Excluir
  9. Entramos no mundo sozinhos e saímos dele sozinhos isso é fato! E pra passar por tudo que acontece entre isso? Devemos as vezes encontrar uma companhia em nós mesmos, então é ai que entra o silêncio. Arnaldo Antunes já cantou que antes de existir a voz existia o silêncio, o silêncio foi a primeira coisa que existiu.

    Quando precisamos e escolhemos o silêncio escolhemos a nós mesmos! plenamente, inteiro em total como somos ... e por bons instantes nos sentimos um pouco menos sozinhos.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.