25 de set de 2013

UM AMOR INVENTADO???



Esta postagem começou a surgir ontem a tarde. Em função da correria das coisas acabei meio que a formatando aos pouquinhos dentro de minha cabeça. Ao longo da semana as ideias vão surgindo para as postagens do Lua, espero que a apreciem e deixem seus comentários sempre tão valiosos e estimulantes.

O tempo de hoje, a vida de hoje pede urgência, pede que sejamos rápidos, eficientes e pragmáticos. As empresas exigem que cumpramos um sem número de regras, são cobradas normas de etiqueta, de higiene, precisamos aprender a falar 3, 4 línguas, tenhamos cursos disso e daquilo, extensão, mestrado, pós e caramba a 4, mas no meio deste tsunami de exigências, competitividade e afins vamos esquecendo, protelando, deixando de lado o que eu acredito ser o mais importante que é a nossa capacidade de amar, acreditar no amor, de dedicarmos uma parte de nossas vidas para nos empenharmos em sermos homens e mulheres mais românticos, mais carinhos e atenciosos com os que nos cercam.

Nunca escondi de ninguém o quanto eu valorizo o romantismo e os sentimentos. No passado em função de uma imaturidade absurda machuquei o coração de algumas pessoas as quais eu realmente peço perdão até hoje por minhas irresponsabilidades e descaso com os sentimentos delas, mas hoje, um cara mais maduro de quase 40 anos (ouviu Sr.Douglas Marques?rss) sei que o sentimento que mais valorizo nos dias de hoje é o amor e os verdadeiros sentimentos. Nunca escondi de ninguém o fato de ser um carentão assumido. Sempre fui um cara profundamente emocional (ás vezes invejo as pessoas mais racionais...rs) mas enfim, eu sou assim e talvez nunca vá mudar esta característica da minha personalidade. Alguns entendem o romantismo como algo bonito, outros já o enxergam como uma grande bobagem, um sentimento inferior, alguns o enxergam até como uma fraqueza. Eu particularmente acho que o fato de ser um cara sensível, carinhoso e romântico são meus maiores atrativos porque sinto que é o que mais anda faltando nos dias de hoje.

Vivemos tempos estranhos. Parece até mesmo que ficou cafona demonstrar sentimentos. Existem até umas regrinhas que alguns seguem logo após trocar telefone com alguém na balada que não se deve ligar no dia seguinte porque se não vai deixar uma impressão de "desespero afetivo", outros passam a balada inteira fazendo carão e talz e depois se jogam nos chats de putaria afim de sexo barato e mais nada. Enfim acho que são apenas bobagens que alguns criam pra justificar seus medos e inseguranças de apostar em algo que pode vir a ser bom de fato.

Sempre sonhei em encontrar minha cara metade. Encontrar o parceiro pra vida toda. Que me trouxesse uma paz avassaladora e que ficasse ao meu lado por toda a vida, aquele amor de filme, aquele que iria crescer ao meu lado e me fazer sentir que não estou mais sozinho neste mundo tão egóico, hermético e frio que alguns inventaram para justificar suas carências afetivas. Não idealizo nada porque sei que o primeiro passo para a mais total frustração é a idealização. Com o tempo a gente aprende a diminuir as expectativas e valorizar as coisas reais e possíveis.



Ainda continuo sonhando, querendo e pedindo ao universo um amor de me tirar o fôlego, aquele ser especial que vai ficar ao meu lado não por uma obrigação afetiva mas por um amor absoluto que saberá enxergar tudo de mais lindo que eu tenho e que vai me aceitar em minha totalidade.
Hoje sei que os não são os opostos que se atraem, mas os dispostos em amar sem reservas, medos, receios e amarras. Quero um amor livre, um amor de janelas abertas e nunca de portas fechadas. Um amor de sol que venha trazer seu sol para brilhar junto ao meu e que sua lua só faça a minha brilhar mais ainda.

O romantismo ainda vive em mim, em cada filme que vejo, em cada cena de novela aonde o mocinho beija a amada, em um livro aonde o amor no final acaba vencendo as diferenças, enfim o amor ainda vive em mim. Não quero alguém que tenha os mesmos gostos que os meus(seria ideal demais..rss), mas alguém que os respeite e valorize tudo de bom que eu tenho e vice-versa.



O amor deve ser uma rua de mão dupla.

Oie: Queridos preciso agradecer novamente pelo carinho constante que venho recebendo no Lua. O blog só existe e sobrevive ao longo desses quase 4 anos em função do feedback e apoio de todos vocês que o prestigiam. Tem sido uma experiência muito gratificante e especial manter contato com todos vocês.

Beijosss gigantes.

Obs: Imagens retiradas do Google.

36 comentários:

  1. Perfeito ... que os Anjos digam Amém a seus projetos ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz:

      Amém querido, amém.

      Beijo e grato pelo carinho ao longo deste nosso tempo de amizade. Grato pela constante troca de experiencias, muito bom te-lo como um amigo.

      Excluir
  2. faço do Bratz as minhas palavras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Serginho:

      Grato pelo carinho de sempre meu queridão e valeu pela força em sempre indicar o Lua aos seus amigos.

      Beijoooo.

      Excluir
  3. Olá, Edilson! Leio as suas palavras sobre "aquele amor de filme" e fico pensando: é a vida que imita a arte, ou ao contrário? Eu sei que, na maioria das vezes, os filmes enfeitam as coisas em fantasias, mas servem para inspirar a nossa vida. Muitos bons filmes baseiam-se nas histórias reais que, com certeza, são ainda mais belas na realidade. Enfim, queria compartilhar a minha convicção de que o amor profundo e duradouro é possível. Parabéns pelo belíssimo texto! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teleny:

      Obrigado você pela visita ao Lua, pelo seu depoimento carregado de coisas boas e por nos deixar um comentário tão bacana.

      Um forte abraço e volte sempre.

      Excluir
  4. como sou um romantico incurável, e um casadoiro convicto devo dizer que v náo deve desistir, e nao procure ningeum que te complete, procure alguem que te transborde!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Homem, Homossexual e Pai:

      Com certeza meu caro, quero alguém que me transborde sempre.

      Um grande abraço e grato pelo carinho de sempre.

      Excluir
  5. Realmente o mundo está cada vez mais frio em relação aos sentimentos. Infelizmente é a tendência do ser humano.

    Parabéns pelo texto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel:

      Devemos nadar contra a correntes dos infelizes, mau humorados e azedos, né?rss

      Obrigado pelo carinho de sempre meu amigo.

      Beijoooo.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Eu que agradeço pela permissão que me deu no Face e no seu blog. Apesar do "abandono" estou aqui amigo para horas tristes e boas. Como sempre, se você precisar estou a sua disposição!

      Beijos!

      Rael

      Excluir
  6. Eu não sou uma romântica, acho que não daria certo com um cara muito romântico, ele certamente sentiria falta disso em mim. Sou mais daquela de compartilhar o dia a dia, escutar, apoiar, sou mais prática nos relacionamentos e preciso que o homem que esteja comigo seja assim também, porque se ele for muito românticos certamente nós nos cansaremos um do outro.

    Mas nada contra o romantismo, acho excelente quem consegue manter isso dentro de si sem que se machuque. No meu caso isso meio que esfriou porque o romantismo só me trouxe muito sofrimento e vivo mais tranquila hoje em dia que deixei de ser romântica. Sim, um dia, faz tempo, fui bem romântica.

    Beijocas e boa sorte em seus sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama:

      Sou um cara romântico mas detesto gente melosa demais, gosto até um certo limite, tudo que é excesso sobra e cansa..rs

      Beijooo e lindo fim de semana.

      Excluir
  7. Será você o último dos românticos?!? Hehehe! Não... ainda somos muitos!!! Grande texto, hero-lover-friend! Hugzones!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Eu acredito que seja...hahahahaha são poucos mesmo, tá quase em extinção mysuperloverherofriend.

      Lindo fim de semana. Hugss

      Excluir
  8. A esperança é a última que morre. Devemos nos agarrar à ela, com unhas e dentes. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas:

      Você conhece a minha maneira de pensar, né?rss

      Não desista nunca da minha felicidade.

      Beijo e lindo fim de semana.

      Excluir
  9. VC desejando seu príncipe e eu pedindo qualquer sapo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx:

      Drama queen feelings..rs

      Beijooo e lindo fim de semana.

      Excluir
    2. RÁ!

      rachei de rir com o comentário dos dois :D

      Excluir
  10. Boa noite amigo.
    Rapaz, graças a Deus, sempre fui muito amado em minhas relações e um romântico incurável também. Alguém na relação deve ter esse dom divino, rs. Tanto que tenho um blogue de poesias. Uma vez eu li uma coisa que nunca saiu da minha cabeça:

    "Conquistar várias pessoas é fácil, difícil é conquistar uma pessoa todos os dias".

    Enfim, te desejo toda felicidade e sorte do mundo.
    Abraço do novo amigo e seguidor,
    Dan.

    http://gagopoetico.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel Andre:

      Fico muito feliz com seu comentário, dá aquela esperança necessária que ainda existem pessoas que valorizem SIM o amor e as relações.

      Obrigado pelo carinho e por palavras sempre carregadas de muito otimismo e conforto.

      Desculpe a demora em lhe responder.

      Um grande abraço.

      Excluir
  11. Também acredito no amor e sofro com a banalização dos sentimentos. Trocaram o desejo pelo amor e dão prioridade ao que é inconsistente para não haver amarras.
    Abraços querido. Amei seu cantinho e sua sinceridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vall Nunnes:

      Li algo recentemente em uma matéria sobre o "Amor Líquido" do sociólogo Bauman que diz mais ou menos o que vc diz em seu comentário: "Vivemos tempos de amor líquido pois as pessoas se desfazem de relacionamentos como se desfazem de roupas".

      Banalizaram o amor e isto é muito perigoso.

      Linda semana, grato por vir visitar o Lua e desculpe pela demora em responder seu comentário.

      Beijo.

      Excluir
  12. Sabe ... não acredito que as pessoas deixaram de lado ou perderam a capacidade de amar. Talvez as pessoas amem em forma e intensidade diferentes.

    Creio que essa distinção de "formas" de amar têm mais a ver com personalidade, por isso mesmo fato de algumas pessoas serem ou mais expressivas, ou mais emotivas, ou mais carentes em um relacionamento.

    No fundo "alguém sempre ama mais"

    O amor deve sim ser uma rua de mão dupla mas as vezes tem pelo caminho umas bifurcações, uns pedágios, umas pontes que precisam ser atravessadas (ou pelo menos tentar).

    Mas pelo que parece a maioria das pessoas prefere mesmo ir é de táxi. Já que ha uma prevalência das pessoas em realmente protelar o ato de amar, na comodidade individual do banco de trás é mais fácil desviar o olhar o sinal fecha ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael Oxn:

      Amo a lucidez dos teus comentários, são sempre carregadas de tanta coerência e beleza...amooo.

      Linda semana, grato pelas inúmeras contribuições a este espaço e desculpe pela demora em lhe responder.

      Abraço grande.

      Excluir
  13. Respostas
    1. Romanofeed:

      Fico feliz que tenha curtido a postagem, volte sempre querido.

      Linda semana e desculpe pela demora em lhe responder.

      Abraço.

      Excluir
  14. acho válido você ser fiel às coisas em que acredita. só assim somos íntegros e podemos estar prontos pra estar com alguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Railer:

      Sim, sou fiel as coisas que acredito e apesar de ás vezes ter uma certa preguiça da humanidade ainda me alimento das minhas esperanças..rs

      Linda semana querido e desculpe pela demora em lhe responder.

      Beijoo.

      Excluir
  15. Se você ainda não se assumiu e quer compartilhar experiencias com outras pessoas na mesma situação conheça meu blog:

    http://seassumirounao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P:

      Não é meu caso querido, mas valeu o convite vou lá lhe visitar.

      Abraço grande e ótima semana.

      Excluir
  16. E viva o romantismooooooo!!! rsrsrsrs

    Continue sempre assim, aberto e deliciosamente sincero!!!

    Adorei... beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gera Souza:

      Vivaaaaa...rs

      Obrigado pelo carinho de sempre, muito me alegra saber que as coisas que aqui escrevo encontram reverberência no coração de vocês.

      Linda semana e desculpe pela demora em lhe responder.

      Beijo.

      Excluir
  17. O que importa nessa vida é ser feliz, né?! Aliás, busca constante por todos nós! ;)
    Beijo, beijoooo
    She

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.