3 de nov de 2009

VOCÊ FAZ TODA A DIFERENÇA

Percebo com tristeza que estamos vivendo num mundo da falta de gentileza. Acho isso profundamente triste porque aprendi ainda criança que a gente sempre deve usar palavrinhas mágicas durante toda a nossa vida; palavrinhas essas que têm o poder de abrir portas. Os corações estão se embrutecendo e se enchendo de tanta amargura e maldade. Percebo como o mundo está se enfeiando, as pessoas não mais se respeitando. Hoje em dia virou artigo de luxo ouvir um: “BOM DIA”, “DESCULPE”, “POR FAVOR”, “OBRIGADO”, “POSSO TE AJUDAR?” e estamos nos acostumando a não escutar mais é aí que mora o perigo. Corre-se o risco de um dia essas palavras sumirem do mapa e não constarem mais nos dicionários por falta de uso. Tudo bem que o mundo é moderno, é urgente, as pessoas têm pressa... Mas será que alguém perde muito tempo em dizer um simples “obrigado” ou “bom dia”? Quem perde mais nesta história toda são as crianças, pois crescem sem referências de boa educação, sem a menor noção do que é polido ou não. Vivemos numa sociedade extremamente competitiva, e todos estão correndo contra o relógio para adquirir o mais rápido possível seu 1 milhão antes dos 30 anos (tola ilusão..rs), mas não deveríamos esquecer daqueles seres incríveis que nos adoçam/adoçavam a vida (são ou foram nossos avós). Tenho certeza: EDUCAÇÃO foi um dos maiores legados que minha querida mãe-vó deixou para mim. Como era bom viver num mundo onde as pessoas respeitavam mais umas às outras. Hoje em dia qualquer discussão mais acalorada de bar entre amigos vira caso de polícia. Cada pessoa que é fechada no trânsito tem vontade de jogar o carro em cima do outro e gerar ali uma celeuma, apenas por conta de uma infração no trânsito. Uma discordância de opiniões pode virar caso de morte. Sinto com muito pesar que o ser humano perdeu a mão da delicadeza,do respeito ao próximo, do respeito a si mesmo, da falta de zelo a tudo que está em volta dele e ele coabita. Ligo a TV e me barbarizo toda noite quando vejo cenas de violência gratuita em estádios de futebol, famílias destruídas pelo efeito devastador das drogas, pela impunidade reinante em nosso país abandonado, à deriva, o despreparo da polícia, a falta de condições de sobreviver a esta vida cada dia mais caótica e difícil. A falta total de eficiência dos governantes, o descaso com a saúde, com os idosos, com as crianças, com tudo que é de fato importante e deveria ser importante para todos, não só para mim. A família faz toda a diferença na vida. Respeito, educação, solidariedade, amor, carinho, entre outras coisas, aprende-se em casa ou não, na rua ou não, nas escolas ou não (mas o importante mesmo é aprender, não é mesmo?). A sociedade joga nas costas dos professores uma responsabilidade que não é deles; pois quem forma um cidadão de fato não é a escola, mas o núcleo familiar. As famílias se isentam e assim fazendo acabam lavando as mãos para a educação dos seus filhos. Cada um tem que fazer a sua parte, cada um tem uma responsabilidade. Você faz toda a diferença, mas através de pequenos gestos, pequenas atitudes, é possível mudar o mundo. Cada um fazendo um pouco acaba fazendo muito no final.

Vamos fazer nossa parte?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Lua agradece sua visita, volte sempre.