29 de ago de 2010

LUA ENTREVISTA

1) Como a discotecagem entrou na sua vida?
Sempre gostei muito de música eletrônica e, como saía bastante, ficava vidrada em cada virada, em cada batida que rolava na pista. Brincava que queria estar nas pick-ups um dia, quando ganhei de uns amigos o curso de DJ pela DJ BAN, e, graças a Deus, deu certo!

2) Quais são os DJs que você mais admira?
Eu procuro admirar os DJs Nacionais, principalmente os de que eu tenho o prazer de acompanhar o trabalho bem de perto e que me inspiraram quando comecei, em especial o DJ Junior Peron, Robson Mouse, Tommy Love, Filipe Guerra, Álvaro, e por aí vai. A lista é grande!

3) Como funciona a seleção de um set?
Seleciono meu set ali na hora, diante da pista, de acordo com o que eu percebo que está rolando melhor com cada público, mas sem fugir da linha que sigo.

4) Até que ponto o público serve de termômetro para que o DJ saiba o que está agradando?
O público é o termômetro incondicional de um DJ... Quando a pista está com aquela vibe legal, o público dança, canta, pula, aplaude, grita, e essa é a maior satisfação que um DJ pode ter, pois assim sabe que seu trabalho está sendo feito muito bem. Caso isso não ocorra, alguma coisa tem que ser mudada imediatamente no set! (risos)

5) Costumam pedir músicas na cabine ou você já sai de casa com os sets pré-estabelecidos?
Os pedidos de música durante a noite existem sempre. E, de acordo com o pedido, tento encaixar no meu set... Mas, como eu disse anteriormente, eu não saio de casa com um set pré-estabelecido, não. Acredito que cada set tem de ser diferente, pois cada noite é diferente e você tem que sentir a vibe da pista naquela noite e fazer a seleção ali na hora.

6) Entre as mulheres DJs, quais você destacaria?
Infelizmente temos poucas “Deejay Woman” conhecidas, mas sem dúvidas as que mais se destacam na cena GLS hoje em dia são Ana Paula, Grá Ferreira, Sandra Bull e Patricinha Tribal!

7) Você é muito assediada enquanto está trabalhando?
Para a maioria das pessoas, ser DJ é ter status, é ser visto e conhecido na noite, por isso sempre existe alguém que quer “pegar” a DJ...isso é muito comum....(risos)

8) O que acha de Lady GaGa? É uma onda passageira ou veio pra ficar?
Olha, confesso que no começo achei que fosse uma modinha, sabe? Mas meu pensamento já mudou, até porque hoje não tem como não levantar o público ao tocar Bad Romance, por exemplo. Lady GaGa, hoje, é sinônimo de hit, não adianta contestar.

9) Quando toca, o que não pode faltar na noite?
Eu particularmente gosto muito de seguir uma linha chamada “Dutch House”, que é também conhecido como “Video-Game”, com bastante barulhinho “irritante”! (risos) Mas como eu trabalho com o público GLS, o que sem dúvida não pode faltar no momento são os hits, como os da Lady GaGa, por exemplo.

10) Qual é a música, filme, livro e frase de sua vida?
Pergunta difícil de responder. Músicas são várias, mas atualmente acho que seria Never Gonna Be Alone, da Nickelback. Filme, Diário de uma Paixão. Chorei horrores (risos). Livro, Operação Cavalo de Tróia. E Frase, “a amizade é um amor que nunca morre”. Fato.

11) Qual dica você daria àqueles que gostariam de seguir a carreira de DJ?
Perseverança e Força de Vontade. A cena é grande, tem espaço pra todo mundo, basta você fazer bem e com amor aquilo de que gosta que o resultado vem quando você menos imagina!

12) Qual mensagem final você poderia deixar aos nossos leitores?
Agradeço todo o apoio e o carinho que recebo em cada apresentação. O calor do público interagindo comigo enquanto toco é coisa surreal, sinto-me cada vez mais motivada a fazer de cada festa que toco a melhor festa! Obrigada sempre! Nos vemos na pista! ;)

19 comentários:

  1. Como é bacana ver o carinho que as pessoas sentem por aquilo que elas fazem. Mto bacana e interativa a entrevista.
    Abração pra vc

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, querido, por ter curtida a entrevistada. Ela realmente é uma menina superbatalhadora. Linda semana e abraços.

    ResponderExcluir
  3. Meu sonho é ser DJ como segunda profissão, mas eu sei que é praticamente impossível com o tempo que tenho (ainda mais porque agora fiquei sabendo que são tão assediados... rsrsrs). Admiro muito os DJs!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Adorei conhecer esta q eu já admirava como profissional ...

    Parabéns aos dois

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  5. Fico feliz,por uma profissional fazer oque gosta ,e fazer muito bem.
    MA é sinonimo de carinho
    Ela é maravilhosa no que faz
    Parabéns

    ResponderExcluir
  6. Quando a pessoa gosta do que faz são outros 500 né?

    Beijos Edilson!

    ResponderExcluir
  7. Até hj me emociono mtoooo vendo a Má tocando... sinto mto orgulho por fazer parte desse crescimento dela beeem de pertinho

    ELA REALMENTE AMA OQ FAZ

    Uma brincadeira entre amigos se tornou uma profissão feita com mto talento...

    Te amooooo Má

    ResponderExcluir
  8. Adorei a entrevista!!
    Isso me fez lembrar que eu queria ser dj!
    huhuahuahuahuaha
    abrçooo!

    ResponderExcluir
  9. Adooooooooro entrevista.
    Pomposo e elegante? My name? Sério? Thanks, babe! I'm back! Hugz!

    ResponderExcluir
  10. Queridos,

    Três Egos - Acho uma das profissões mais gostosas que existem. Imagina: juntar a alegria do povo com uma noite cheia de músicas dançantes. Tuuuudo de bom! Linda semana, abraços

    Paulo - fico feliz que tenha curtido a entrevistada. Adoro a Má. Sou suspeito. Conhecemo-nos há bastante tempo. Abraços. E uma semana incrível.

    Telma - Realmente, a Má coloca mta energia boa no que faz. Por isso faz tão bem. Ótima semana, bjs

    Lobo - Qdo a gente faz algo com tesão, o retorno sempre é mais gostoso - rs. Linda semana, e abraços.

    cbiral - Pois é, ela entrou na música porque a música já tinha entrado nela há mto tempo, e essa com certeza é a química mais q perfeita. Abraços, ótima semana!

    Vanderson - Olha, qdo a gente tem um sonho, a gente deve correr atrás dele. Não desista do que acredita, linda semana e gde abraço!

    Fred - Rssss. Fico feliz q vc se empolgue tanto com as entrevistas; em relação a seu nome, acho pomposo mesmo. rs Fico mto feliz q vc tenha voltado. Linda semana, abraços.

    ResponderExcluir
  11. E bom demais desvendar pessoas, né?

    e fazes isso muito bem

    beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Amei seu trabalho.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  13. Que fofaaa, parece ser muito gente boa mesmo, queria ver acabaaando com a boite, rs, vc sempre deixa essa vontadinha na gente neah rs. Adorei a entrevista, como sempre muito interessante, queria mesmo ter a oportunidade de conhecer uma DJ é mto status ahuahuahuash aloka bjuuu!

    ResponderExcluir
  14. Valeu Edilson!!! Pelas palavras e pela re-acolhida... hehehe! Hugz, man!

    ResponderExcluir
  15. Queridos:

    Rodrigo - Gostoso é poder dividir um pouco de alguém com tantas outras pessoas. Abraços e obrigado pelo carinhoso de sempre Rô.

    Insana - Obrigado pelo carinho, fico feliz que tenha curtido a entrevista. Beijooo.

    Rê - Eu apenas gosto de compartilhar com os leitores pessoas interessantes como a Má. Abraços e obrigado sempre pelo teu carinho.

    Fred - Que isso, você merece mesmo que todos o acolham, pois dá muita alegria a todos. Abraços queridão.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Obrigadissimoooo a Todos pelo Carinho, e principalmente ao meu Querido Edilson pelo convite, eu o conheço há muuuuuito tempo, e ele sempre foi incrível comigo!!
    Foi um Prazer Enorme poder participar e contar um pouquinho mais de mim!

    Beijão pra Todos e Sucesso pra Todos Nós Sempre! =]

    ResponderExcluir
  19. Obrigado lindíssima Má. Para mim foi uma grande honra tê-la embelezando meu blog e poder dividr um pouquinho da sua brilhante trajetória como dj no Vale com os leitores do Lua. Com certeza ainda ouviremos falar muito de você e quero estar presente sempre na sua vida. Bjss do teu querido admirador.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.