16 de dez de 2010

LÉIA - A LOUCA (PARTE 18)

Na manhã seguinte...

Rita: Alô, bom dia gostaria da falar com a Sra Wanabe.
Governanta: Quem devo anunciar?
Rita: Diga que é Rita Weiss.
Governanta: Um momento por favor...

1 minuto depois

Lyz: Alô, Rita?
Rita: Bom dia minha cara, tudo bem?
Lyz: Tudo bem, mas a que devo a honra de seu telefonema?rs
Rita: Estou lhe ligando para confirmar a nossa ida a Ilha Bela no fim de semana.
Lyz: Por mim está perfeito, Arturo estará em Brasília em um encontro de executivos não tem nenhum problema de irmos para Ilha.
Rita: Perfeito então, vamos na sexta de helicóptero acho mais prático e rápido, tudo bem?
Lyz: Perfeito querida, até sexta então.
Rita: Até, um beijo querida.
Lyz: Outro.

A viagem até Ilha Bela transcorreu  sem grandes surpresas.

Lyz: Muito obrigada pelo convite.
Rita: Imagina querida, para mim é um enorme prazer poder ajuda-la a encontrar a casa que deseja comprar.
Lyz: Eu lhe fico muito grata.
Rita: Das mansões que vimos alguma lhe agradou em particular?
Lyz: Ah eu gostei de várias, mas em particular daquela que tem o jardim com o corredor de palmeiras.
Rita: A belíssima escolha, aquela casa é da Stella Salarinni a atriz italiana que ficou viúva no ano passado, parece que ela quer voltar para a Itália, cansou de morar no Brasil, dizem que está desgostosa depois do luto...
Lyz: Tão bonita e já está viúva...
Rita: Sei bem o que está dizendo, até hoje sinto falta de Jacques.
Lyz: Nunca mais se interessou por ninguém?
Rita: Não tive mais interesse, tive alguns affaires mas nada concreto como antes.
Lyz: Você ainda é uma mulher muito bonita.
Rita: Obrigada, mas me diga gosta de velejar?
Lyz: Nunca velejei.
Rita: Mas nadar você sabe?rs
Lyz: Confesso que não sou uma exímia nadadora, mas dou minhas braçadas...rs
Rita: Se lhe agradar podemos velejar mais tarde, que tal?
Lyz: Estou com um pouco de dor de cabeça, prefiro descansar um pouquinho, quem sabe mais tarde?
Rita: Como preferir.

A noite depois de alguma taças de champanhe Rita e Lyz já estavam bem a vontade uma com a outra

Lyz: Vamos dar uma volta de barco?
Rita: A esta hora? Não acha meio tarde?
Lyz: Podíamos fazer um pequeno passeio, está uma noite tão bonita e quente, vamos?rs
Rita: Como dizer não a uma mulher tão persuasiva...rs
Lyz: Estou muito excitada com a idéia de estar aqui nesta ilha, de repente podíamos levar algumas garrafas de champanhe e aproveitar mais a noite...rs
Rita: Me convenceu...rs

Já em alto mar Rita e Lyz seguiam para seu passeio noturno e enquanto Rita conduzia o barco Lyz se encarregava de manter as taças sempre cheias.

Rita: Mas me fale mais de você querida, você ainda tem seus pais?
Lyz: Meus pais morreram quando eu tinha 15 anos em um triste acidente de carro...
Rita: Pobrezinha! Mas quem a criou? Tem irmãos?
Lyz: Minha tia me criou. Quando a minha mãe morreu ela estava grávida, mas o filho não sobreviveu.
Rita: Oh, que trágico.
Lyz: Tragédias acontecem o tempo todo,né?
Rita: Verdade, eu sei disso.
Lyz: Seu barco é tão bonito, de repente eu peça ao Arturo para comprar um igual para nós...rs
Rita: Vocês devem mesmo ter um, é muito gostoso velejar de vez em quando...rs
Lyz: Como é para você ser tão bonita e sozinha, você deve sentir muita falta de Jacques?
Rita: Claro, claro que sim, mas aprendi a conviver com a falta dele. Tenho uma agenda corrida, muitos eventos, festas,viagens e alguns namoricos pois não sou de ferro...rs

Depois da 8 taça de champanhe...

Lyz: Vocês eram felizes?
Rita: Na medida do possível sim, bem ele quero dizer, o que você perguntou mesmo?rs
Lyz: Perguntei se vocês se davam bem?
Rita: Jacques era um mulherengo incorrigível, elas adoravam dar em cima dele, aquelas vagabundas das passarelas...
Lyz: Elas quem?
Rita: Aquelas vagabundas desclassificadas, você acredita que aquela polonesa dançou nua para ele em um aniversário meu naquele hotel em Paris...qual o nome mesmo do hotel?
Lyz: Você também sempre foi assediada não é mesmo? Teve até um caso com um segurança seu quando morou em Londres...rs
Rita: James era um gentleman a imprensa fala demais...rs
Lyz: Você virou a cabeça de muitos homens e mulheres...rs
Rita: Sempre fui muito assediada, eu sou bonita ainda, desperto isto nas pessoas...rs
Lyz: Você deveria encontrar alguém que lhe desse valor e carinho ( neste instante Lyz a abraçou e colocou um calmante na bebida de Rita)
Rita: Estou me sentindo muito tonta, você não assume o comando, eu preciso ir ao banheiro, eu preciso...
Lyz: Você chegou a flagar o Jacques com outra?
Rita:Ele, aquele frânces filho da puta,ele, ele, ele, ele teve uma amante bem debaixo do meu nariz, aquela piranhazinha
Lyz: Sua empregada? Ela trabalhava pra você?
Rita: Ele chegou a pedir o divórcio, ele queria se livrar de mim para ficar com aquela puta ordinária que criei como se fosse uma filha...aquela malditaaa
Lyz: Que horror, que história triste.. tome mais um pouco de champanhe
Rita: Você não tá entendendo nada menina, ela, ela, ele, ela era como se fosse uma filha aquela putinha...Salete ordináriaaaaaaa ( Rita gritava como uma louca no meio do mar noite a dentro)
Lyz: Aquela puta maldita estava atrapalhando seus planos não é mesmo? Precisou se livrar dela a matando na explosão do helicóptero, não é mesmo, querida?
Rita: O que você, como assim?

Lyz pegou o braço de Rita com força e em brusco movimento a imobilizou

Lyz: Aquela puta maldita era minha mãe que morreu na explosão do helicóptero, a explosão que você tramou com seu amante Arturo, aquele porco imundo. Posso ver as manchetes de amanhã querida: “ A empresária da moda Rita Weiss morreu afogada em Ilha Bela depois de consumir uma quantidade excessiva de álcool e drogas em seu barco. Rita estava desgostosa da vida depois de perder o controle acionário de sua agência para a nora de seu filho Hayla Freitas. Teria sido suicídio ou mera imprudência?”
Rita: Você, você, sua, você

Então Lyz a empurra, Rita ainda tenta se segurar, mas cai em alto mar.

Lyz: Morraaaaaaaaaaaaaaaaa sua assassina, minha mãe está vingadaaaa.

(continua...)
Ilustração: Pierre Willemin

7 comentários:

  1. Acho que a Globo vai comprar os direitos rsrsrs
    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Tenso!
    Fiquei com medo da Lyz, juro!

    Não vejo a hora de ler os próximos capítulos logo!

    Beijos queridão

    ResponderExcluir
  3. eu já acho q vc merece mais q um espaço no núcleo de produção da Globo ... tem mais é que vender o roteiro para Hollywood .. vc é bom nisto ... falo sério ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  4. Léia, querida.
    beijo e até o ano que vem!

    PS: beijo pra ti tbm, tá?

    ResponderExcluir
  5. Queridos:

    Wanderley, pensou a Léia na Globo? Que poder, hein? rs Abraço e ótima semana!

    Paula, obrigado por visitar o blog e volte sempre! Bjs

    Serginho, a saga está chegando ao fim. Obrigado por estar sempre no Lua deixando seu carinho. Abraço e ótima semana!

    Paulo, pensou a Léia em Hollywood? Não me incomodaria de concorrer a um Oscar, até acho q mereço. kkkkkkkkkkkk
    Abração e ótima semana!

    Rodrigo, a Léia agradece seu beijo e o criador dela tbm. Abraço e linda semana!

    ResponderExcluir
  6. Até que enfim cheguei pra ler a Léia....uiaaaaaaa....rsrs
    Concordo com o Wanderley, a Globo tinha que ler essa saga, está demais.
    Eu não sei escrever assim não.
    Te admiro muito por isso e por tudo o mais.
    Parabéns meu querido.
    Doida pra saber o final....affffffff.
    :)
    Beijos enormes no teu ♥

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.