21 de jul de 2011

QUANDO OS FINS NÃO JUSTIFICAM OS MEIOS

 Impossível me calar diante do inacreditável e bizarro caso do pai e filho que foram brutalmente espancados (sendo que o pai teve sua orelha decepada por um dos agressores). O que leva 3 jovens agredirem pai e filho em uma feira agropecuária por eles supostamente serem "um casal gay"? Até quando vamos aguentar situações assim tão aviltantes que ferem o direito de ir e vir de cada um? Até quando vamos assistir passivamente as pessoas sendo agredidas e mortas por coisas tão estúpidas e sem sentido? Espero sinceramente que as pessoas aproveitem esse momento para irem novamente às ruas pedir JUSTIÇA a tantas pessoas que são diariamente massacradas por apenas serem diferentes de outras. Onde não existe a tolerância não se avança. Que a sociedade se mobilize para EXIGIR que não se proliferem casos como esse que assistimos estarrecidos. Nessa época de tantas "paradas" façamos uma passeata dizendo NÂO AO BULLYING e a INJUSTIÇA.

Obs: Dos 3 agressores, 2 já foram reconhecidos e não serão presos pela Justiça por considerarem um delito "leve". Talvez para ser considerado "grave" deveria ter matado pai e filho que saíram de casa apenas para se divertir.

4 comentários:

  1. Senti nojo quando li a reportagem. Francamente tenho medo do que está por vir...não percebo melhoras no comportamento das pessoas, infelizmente.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Um absurdo realmente! Eu acabei de comentar sobre isso no blog Identidade G e é incrível saber até onde vai a crueldade humana.

    Quer dizer que as pessoas, sejam elas gays ou ñ, não poderão demonstrar afeto nas ruas, pois podem correr o risco de serem agredidas e até mesmo mortas?

    Até onde isso vai?! Será que temos que esperar sentados enquanto esses vândalos acabam com a nossa dignidade?! Eita Brasil!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Queridos:

    Luna - Senti uma tristeza profunda em saber que as pessoas estão tão brutalizadas e mentalmente perturbadas. Beijoooos.

    Paulo - Vergonha total e falta de justiça porque a lei é conivente com o bandido. Abraços.

    Diogo - Não sei aonde vamos parar com tantas barbaridades. Abraços.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.