14 de jan de 2013

O ESVAZIAMENTO DA EXISTÊNCIA

Eu particularmente acredito em Deus. E por quê começar a postagem já dizendo isto? Porque me causa um certo desasossego na alma esta idéia que muitos apregoam de que não acreditam em nada, são ateus, a toas, o escambau a quatro ( ainda usam o termo escambau? Hahaha). Acho que quando começamos a questionar se determinado termo está ainda sendo empregado, automaticamente acabamos fazendo um “mea-culpa” que já estamos ficando ultrapassados (tenho que parar de ficar me auto-analisando..hahaha...parar de escrever coisas entre parênteses tb e ser ácido em 2013, mas acho que estas são características da minha escrita, enfim...). Já até imagino a cena insólita deste blogueiro que vos fala em um consultório médico dizendo: “Doutor, sabe o que é eu tenho mania de me auto-analisar, de escrever entre parênteses e ser ácido algumas vezes, tem cura?”...hahahaha.
Bem voltemos ao assunto central. Me cansa um pouco gente que vem com estes papinhos de “ai não acredito em nada, em Deus, em coisa nenhuma”. Me pergunto se estas pessoas estiverem em um carro sem freio na beira de um precipício elas farão o quê? Não invocarão Deus, ou seja lá o que for que lhes dê alguma esperança?
Sou católico por formação familiar, quando criança freqüentava ás missas dominicais e coisa e tal. Fiz catecismo durante uma época, mas já na adolescência fui me afastando gradativamente da Igreja. Hoje raramente vou a missas, mas com freqüência vou a igreja e rezo. Na verdade rezo o tempo todo. Rezo todos os dias, rezo quando estou indo trabalhar, rezo em casa, rezo quando estou viajando, enfim faço da reza algo da minha rotina. Não gosto de gente sem fé. Acho que precisamos acreditar em alguma coisa. Não acho viável alguém viver sem ter fé em alguma coisa. Alguns dirão que tem fé em si mesmos, mas em alguns momentos ficamos descrentes até de nós e mesmos, e daí o que fazer?
Não sou hipócrita a ponto de fechar os olhos para os disparates da igreja católica, todo o preconceito que eles propagam contra os homossexuais (sendo que os mesmos padres vivem cercados de escândalos de pedofilia), o posicionamento deles em relação ao uso da camisinha, ao aborto, ao casamento entre iguais, enfim a forma imbecil e antiga de verem e tratarem certos assuntos me dá asco, mas o que gostaria de ressaltar aqui nesta postagem é que o Homem não vive sem fé (ou pelo menos não deveria).
 
Talvez porque se tivéssemos mais fé muitas coisas ruins não estariam acontecendo. Ainda conseguiríamos enxergar nossos semelhantes com amor, não haveria tanta dor, tanta violência, tanto descaso com a vida humana. Não ter fé é tão perigoso como ter fé demais. Não gosto de extremos, radicais, gosto do equilíbrio, isto sim me agrada. O radicalismo também é negativo uma vez que não dá margem para a discussão e sem o diálogo da aceitação das diferenças não se cresce e nos tornamos bonequinhos amestrados sendo o tempo inteiro manipulados por pessoas que pensam mais e melhor que a gente. Talvez se as pesssoas confiassem mais umas nas outras haveria espaço para o amor, amizade e a talvez( talvez) precisassem menos de drogas socialmente aceitáveis e ilícitas. Curiosamente algumas pesquisas apontam que o consumo de álcool e drogas só vem aumentando entre os jovens. A quantidade de remédios controlados então nem se fala. Os brasileiros estão entre os povos que mais consomem ansiolíticos, psicotrópicos e afins.
 Não usemos drogas que nos vendem uma falsa idéia de felicidade, mas busquemos dentro de nós mesmos a chave que nos libertará desta prisão do empobrecimento da alma. Vamos ser mais inteiros, íntegros, honestos com os nossos sentimentos, vamos acreditar mais, ter mais fé na vida. O amor só morre se você mata ele dentro de você, os bons sentimentos só deixam de existir se você se embrutece pra vida.
 Obs: O assunto é longo e polêmico, suscita muito diálogo e conversas a perder de vista..rs se for de interesse da maioria podemos voltar a abordá-lo.
 LINDA SEMANA. BEIJOS.

16 comentários:

  1. Que imagem lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Pera que vou te ler... :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheilinha:

      Você apareceu e eu fiquei bem animado de vê-la...rs

      Beijos.

      Excluir
  2. Ahhhhh adorei! Ri muito contigo no início e depois comecei a ler de forma séria, bem, eu te respeito, mas não gosto de generalizar. Eu tenho aminha fé, mas sei que existem pessoas diferentes de mim, tanto sem fé nenhuma, como com fé exagerada, fanáticas, e tem também as que tem a fé moderada, de forma centrada. Não acho nenhum desses fatores importantes, o importante pra mim é estar bem consigo mesmo, tendo fé ou não, e claro respeitando ao próximo e sendo feliz do jeito que cada um quiser ser. Particularmente eu acho que deve ser muito difícil não acreditar em nada, mas não posso palpitar no que não conheço. :(
    Ameeeeeeeei seu post!
    Beijo, beijooooooo
    She

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu precisava trazer uma certeza leveza ao texto sério, nem que fosse um pouco...rs

      Acho que cada um deve ser feliz desde que que não atrapalhe a vida do outro, a partir do momento que não está causando nenhum mal estar ao outro, beleza...rs

      Beijos e linda semana.

      Excluir
  3. E a seleção natural continua. Acho que pra existir o forte, deve existir o fraco, mesmo que de espírito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael:

      Sim, verdade meu amigo.

      Abraços e linda semana.

      Excluir
  4. Edilson..o que essas pessoas que se dizem ateias não percebem é que, elas defendem suas próprias ideias com tanta gana, que a fé se torna sua principal característica. Eles tem fé e a fé é acreditar sem ver, sem tocar, sem ouvir. Eles defendem o direito de não crer..e creem nisso.É simplesmente contraditório!!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Margot:

      Pois é, bem por aí...rs

      Acho que cada um tem o direito de acreditar ou não, só não deve ficar impondo sua "verdade" como a única e universal...rs

      Beijos e linda semana.

      Excluir
  5. Ser ácida e se auto-analisar o tempo todo... rs. Temos muito em comum... rsrs.

    Bem, não me incomoda ateu, o que me incomoda é ateu que fala o tempo todo que não acredita em Deus com um certo orgulho e com insistência. Ora, se não acredita porque fala a todo momento em Deus? Se a pessoa não acredita mesmo apenas ignora. Certo? rs.

    E acho que religiosos hipócritas me irritam tanto quanto ateus que bradam o tempo todo que não acreditam em Deus, os dois me irritam igual.

    O ateu simples, aquele calmo que segue sua vida, essa para mim é só uma escolha que ele fez na vida. E o bom religioso, que segue direito lá os ensinamentos da sua religião, seja ela qual for, está no papel dele.

    Já eu não sei o que seria de mim se não fosse minha fé em Deus, que é forte. Não sou de viver em templo religiosos, mas converso diariamente com Deus, faço minha orações em silêncio e creio que Deus está sempre alí me ajudando.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama:

      Sou ácido e adoro me auto-analisar...rs viu que a gente é irmãogêmulo?? hahahaha

      Não me incomodo por alguém ser ateu ou não, me incomoda pensar que tem pessoas que defendem o nada como resposta para a vida e isto acho um pouquinho estranho.

      Acho que cada um deve viver a vida da melhor maneira possível desde que respeitando o limite e espaço do outro.

      Detesto hipocrisia. Algumas pessoas se escondem por trás de suas religiões e isto tb é péssimo.

      Eu devo muito a minha fé também, com certeza o fato de ter fé me torna um cara mais forte.

      Beijos e linda semana.

      Excluir
  6. Ateísmo é algo q considero extremamente complicado e todos q conheço e assim se rotulam são contraditórios ... eu hoje me coloco no rol dos q não têm religião ... mas minha fé é inabalável ...

    Voltei querido ... saudades

    bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz amigo amado:

      Muitas saudades de você, do seu carinho e da sua sabedoria de sempre.

      Acho extremamente complicado pessoas que defendem coisas de maneira ferrenha, acho que cada um é livre pra ser o que quiser ser mas não deve impor ao outro sua religião, acho que isto é algo muito pessoal e cada um deve fazer suas próprias escolhas.

      Minha fé também é inabalável.

      Beijos amigo e bom retorno. Saúde e paz.

      Excluir
  7. Eu não acredito em Deus, mas acredito no Edilson... e adoro quando ele me coloca pra pensar com seus escritos... hehehehe! Hugzones my hero-friend!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Onnnn seulindo....você é um querido mesmo.

      Obrigado pelo carinho de sempre. A postagem é pra refletirmos e nos levar a discussão de forma a melhorarmos com as diversas óticas que se apresentam. A discussão é rica e válida.

      Abraços mysuperincrediblefriend e uma linda semana.

      Excluir
  8. me desculpa, de verdade, mas seu texto é extremamente preconceituoso, se você trocasse Ateísmo por Candomblé ou por Gostar de Homens não precisaria mudar em quase nada suas ideias... "talvez se não existissem tantos gays essas coisas ruins não estariam acontecendo"...

    eu sei que esse comentário vai ser mal interpretado mas eu preciso continuar falando...

    veja esse trecho: " Talvez se as pesssoas confiassem mais umas nas outras haveria espaço para o amor, amizade e a talvez( talvez) precisassem menos de drogas socialmente aceitáveis e ilícitas. ", quer dizer que somente quem tem Deus no coração é capaz de amor e amizade? olha, eu tenho 2 grandes amigos ateus e eles são sim capazes de muito amor e amizade, e é por isso que me ofende tanto o seu texto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx:

      Acho realmente algo profudamente curioso que no meio de tantos amigos que aqui vem você seja o ÚNICO a encontrar falhas e ir mais longe me acusando de preconceituoso. Triste perceber que muitas vezes meu texto é muito mal interpretado por você. O que posso fazer??? Pedir para que o leia com mais calma e atenção, talvez assim consiga absorvê-lo destituído de todo este sentimento ruim que está sentindo.

      Abraços e linda semana.

      Excluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.