8 de jan de 2013

REVENGE

 
A vingança é um prato que se come ainda quente.
Algumas comidas podem ser degustadas depois de frias e um exemplo clássico disso é a pizza ( eu amooooo roubar pizza fria na geladeira...hahahahaha..momentoconfissão). Outras como a vingança, precisam ser degustadas ainda quentes...rs
Lendo um dia desses uma historinha no Face, eu lembrei de uma situação que aconteceu comigo ainda quando era criança e preciso compartilhá-la com vocês...rs
Primeiramente falemos da história que li (dizem ser verdadeira):
 
Uma passageira incomodada por estar sentada ao lado de um homem negro interroga a aeromoça se poderia ser trocada de lugar pois achava inadmissível ficar sentado ao lado daquela pessoa. A aeromoça pediu um instante e foi consultar seu superior. Voltou em alguns minutos e disse em alto e bom som para que todos que estavam por perto pudessem ouvi-la:
“Normalmente não é da política da empresa que passageiros da classe econômica sejam transferidos para outras classes, mas tendo em vista que temos lugares disponíveis na classe vip gostaria de pedir que o Senhor recolhesse seus pertences e me acompanhasse afinal de contas o senhor não é obrigado a sentar-se ao lado de pessoas indesejáveis”.
Não sei se esta história é verdadeira ou não, mas se for a empresa está de PARABÈNS mesmo.
 
A minha historia:
 
Quando era criança um porteiro do prédio onde morava em Botafogo (Rio de Janeiro) me impediu de utilizar o elevador social alegando que por eu ser filho de uma empregada não era condizente que utilizasse aquele elevador. Acabei indo no elevador de empregados (sim no meu prédio tinha dessas coisas...rs) e quando cheguei em casa contei a situação que havia ocorrido e minha vó mais que imediatamente me pegou pelas mãos e bufando desceu até a portaria e disse algo mais ou menos assim:
“ O senhor está vendo este menino? Ele é meu NETO e andará no elevador social o quanto ele quiser, o senhor está me entendendo? E ai do senhor em tentar impedi-lo, nem pense mais em importuná-lo”.
Virou-se pra mim e disse: “Edilson pode subir e descer a vontade o quanto quiser”.
Sabe o que fiz???rs Subi e desci diversas vezes e toda vez que chegava ao térreo mostrava a língua para o porteiro...hahahahaha...soudesses..rs.
Assim é a vida.

14 comentários:

  1. Boa... rsrs... muito boa! Acho que eu faria o mesmo... rs

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama:

      Eu fiz e acho que isto me fez ser a pessoa que sou hoje...rs

      Beijos.

      Excluir
  2. kkkkkkkk
    gente, adorei.
    kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx:

      Né? kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Abraços querido.

      Excluir
  3. olha, tenho nojo de gente besta!
    viva os subires e desceres sem limite do elevador!


    querido,
    feliz ano todo.

    bj no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê Fernands:

      Vivaaaaaaaaaaaaaaa....rs

      Beijos e lindo ano novo.

      Excluir
  4. #bichamá! Hahahahaha! Tb sou desses. Se bobear, pior. Talvez por isso meu prazer em #sambarnacaradasociedade... hehehe! Hugzones, hero-evil-friend!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Sou bonzinho....hahahahaha.

      Abraços mysuperherofriend.

      Excluir
  5. #Bichamá, mas eu faria a #Bichamaléfica e tacaria bola de água no porteiro, pois sou pior do que satanás hahahahaha

    Beijos meu lindão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos:

      Ele com certeza descobriu quem eu era naquele dia...hahahaha.

      Beijoo querido.

      Excluir
  6. Sambando na cara da humanidade, desde moleque... kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael:

      Mexeu com a pessoa errada...hahahaha.

      Abraços querido.

      Excluir
  7. HAHAHAHA Morrindo só de imaginar a cena e a cara de caneca que o porteiro deveria ficar depois de ver tu mostrando a língua pra ele ahaha

    Fez muito bem! ^^

    Um abraço, Edilson!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinicius:

      Mexeu com as pessoas erradas,sifú..hahahaha.

      Abraços querido.

      Excluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.