9 de abr de 2013

LOVE&PAIN




Por que tanta gente tem medo do amor? De repente ele virou um grande vilão que algunso combatem fervorosamente. A violência exacerbada da vida pulou para os games e as crianças acham natural matar e morrer das formas mais cruéis possíveis. Alguns passeiam em pontos turísticos famosos de grandes cidades e desviam o olhar de um contingente cada vez maior de pedintes, redobram a atenção com uns tipos que julgam mais perigosos, logo a frente roubam a bolsa de uma mulher, ali do lado um corpo caído jaz completando o cenário- mar-sol-montanha e indiferença.


 Muitas vezes quando a violência é na casa do vizinho alguns não se importam, não é comigo, dane-se, pensam. Quando a violência é com a gente ou com alguém da nossa família, convívio, nos chocamos, revoltamos e clamamos por justiça.

Os fiscais do cú alheio, os moralistas de plantão, os desocupados e infelizes se preocupam e perdem um enorme tempo falando, praguejando, julgando e condenando outras pessoas que apenas querem viver suas vidas de maneira normal e burocrática.


 Os brasileiros pagam cada vez mais impostos. O Brasil arrecadou mais de 1 trilhão em impostos, não se tem médicos, professores, os policiais estão sendo dizimados, os pastores gritam, a caravana passa, e ainda tem aqueles que se preocupam com tudo menos com lhes é de direito, menos com o que de fato é importante. Não temos o direito de apontar dedos acusadores querendo julgar o outro, mas temos por obrigação moral e ética cobrar dos nossos políticos que cumpram aquilo que prometeram, que façamos valer os nossos direitos assegurados pela Constituição.


 A violência tem ibope, ganha as capas dos jornais, a chamada do telejornal, a dor é vendida em doses homeopáticas, a granel, a exaustão, mortes em todas as modalidades, suicídio, parricídio, latrocínio, chacinas e a destruição em massa dos sonhos de milhões de pessoas que são abarrotadas por uma onda cada vez mais tsunâmica de desgraças.


 O amor perde o destaque, não vende, não tem poder de barganha....mas ainda assim a dona de casa exausta de mais um dia de trabalho árduo e invisível liga a tv pontualmente ás 18:00 e se anestesia com um pouco de fantasia vendo a mocinha sofredora, que consegue casar com o bonitão e vai passar a lua de mel em Paris.

Beijos.



12 comentários:

  1. Respostas
    1. Bratz:

      Tem caminhada meio mal, né?rss

      Beijo meu amigo.

      Excluir
  2. Fiscal de cu alheio ? Sabe onde estão contratando ? Carteira assinada? Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael:

      Nem merece resposta....kkkkkkkkkkkk

      Palhaço.

      Beijo querido.

      Excluir
  3. Talvez a violência renda mais dinheiro quando exposta do que o amor. Talvez as pessoas estejam com medo de amar e se decepcionar. Não sei bem...

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris:

      Bem isto mesmo, né...rs

      Beijos.

      Excluir
  4. infelizmente banalizamos certas coisas e sentimentos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Railer:

      Banalizamos o que é importante e o que não o é é supervalorizado...triste.

      Abraços querido.

      Excluir
  5. Ughhhhh... esse foi no estômago... pra pensar mesmo! Hugzones, hero-friend!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred:

      Acertei bem em cheio, né?rss

      Abraços mysuperestomatiteherofriend.

      Excluir
  6. eu ainda me choco com essas pessoas falando mal do amor, e eu aqui o desejando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foxx:

      È sempre assim meu querido, uns valorizam, outros não...rs

      Beijo querido.

      Excluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.