11 de dez de 2009

PERDIDOS DE AMOR

Estou compulsivo pelas palavras, não tem mais jeito...rs. Resolvi escrever esta poesia mesmo prometendo a mim mesmo me controlar (rsss) mas é mais forte que eu. Bem espero que gostem, estou muito feliz com o retorno tão positivo e carinhoso de todos vocês que tem aparecido por aqui. Pessoas que vem só para somar e trazer palavras de incentivo sempre são muitoooo bem vindas. Desejo a todos, um fantástico fim de semana. Bjão no coração de cada um.

No meio daquela multidão
Uma confusão de idéias
Milhares de ansiedades
Decepções, conquistas
Sangue, nascimento e morte
Amigos partindo
Sonhos colados
Espelhos quebrados
Flores e espinhos
Incontingências da vida
No meio do olho do tufão
Eu e Você
Você e eu
Alheios
Perdidos de amor
Ouvindo uma música imaginária
Tão real
Tão concreta
Tão meninos
No meio do deserto da solidão
Dos duros prédios frios
Você surgiu como um oásis
No Saara das dores
Te amo com o desespero dos loucos
E a pureza das crianças
(Edilson Cravo)

15 comentários:

  1. Ola carissimo Edilson,
    Realmente, mais uma vez reafirmo, você tem o dom de fazer de simples palavras um obra prima.
    Tenho comigo uma mensagem, feita por mim mesmo rsrs, que perdidos de amor , mesmo perdidos, é através desse sentimento que nos encontramos humanos e viventes.
    Só não devemos e podemos perdes os rumos, os sonhos e os ideais e, principalmente, perdermos pessoas especiais que fazem bem ao nosso ser e a nossa alma, nem que seja apenas com belas palavras, pessoas igual a você meu caro.

    Um excelente final de semana e beijo no coração. :D

    ResponderExcluir
  2. Querido Eric:

    O quer dizer? UAU....rs....to sem falas...rs Que bom saber que curte o que escrevo, a idéia é gerar contentamento e reflexão. Lindo fim de semana tb..bjão no coração e mais uma vez obrigado a generosidade das palavras.

    ResponderExcluir
  3. Olá Edilson, mesmo no caos da ciade grande , em meio a um turbilhão de coisas, o amor prevalece. Parabéns pelo poema. Amei
    Obrigado pela visita ao meu blog e por suas palavras tão carinhosas.
    Bjux

    ResponderExcluir
  4. Olá, querido!

    Olha, essa imagem ilustra muito bem tua poesia e teu sentimento... somos mesmo seres amorosos, no meio de todo o turbilhao: afinal, já dizia o poeta maior:

    "Que pode uma criatura senão, entre outras criaturas, amar?"
    Carlos Drummond de Andrade

    Beijos, e um final de semana inspirador procê!

    ResponderExcluir
  5. simples, profundo e bem pensado!

    ResponderExcluir
  6. Amigo, Não contenha a inspiração, você nos privaria de um momento tão doce como esse. Essa poesia é cheia de tudo que faz parte de nossas contingências humanas, lindo mesmo!
    Bju

    ResponderExcluir
  7. Edilson, é bom deixar o poeta falar. Quem ganha o presente somos nós, ao ler tão belas palavras. Abs.

    http://quasepoema.zip.net

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. E aí man, tudo bom?

    Achei muito bacana sua poesia, tá de parabéns.
    Realmente sabes usar as palavras.

    Bem, deixo meu abraço e bem-vindo de volta á minha Vida Urbana

    =)

    ResponderExcluir
  10. Dilsim (rs), qdo li pela 1ª vez, na pressa, acho que não tinha assimilado a mensagem por trás da poesia. Agora, ao revisá-la, pude notar. E digo que é mais uma prova de que seu coração e sua mente são capazes de expressar toda sorte de sentimentos nobres com as mais apropriadas palavras e sentenças que um poeta nato pode valer-se.

    Vc já sabe, né? rs

    ResponderExcluir
  11. Queridos "todos" vocês:

    Olha fico até sem jeito com tantos elogios, a única coisa que posso fazer é agradecer e agradecer. Na verdade só deixo vir à tona as inquietudes da minha alma, as percepções do mundo em que vivo. Me transporto para mundos imaginários, me invento e falo da mais dura e concreta realidade. Fico profundamente satisfeito que apreciem as coisas que escrevo neste espaço. Desejo a todos uma semana luminosa e cheia de boas energias.Bjão no coração.

    ResponderExcluir
  12. Adorei a poesia. Escreve com bastante propriedade. E pelo tom dos poemas, está apaixonado. Mas o que chamou realmente a minha atenção aqui foram os poemas de Martha. ADORO AQUELA MULHER! Consegue desvendar nossa alma de forma tão sutil e doce, mas extremamente verdadeira. Parabens pelo blog e voltarei mais vezes. Já o estou seguindo. Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Edilson, de acordo com os textos que vc escreve, eu acho que vc vai gostar do blog de uma amiga. http://gabizinhacastro.blogspot.com/ O jeito de escrever de vcs é muito parecido

    ResponderExcluir
  14. Querida Nic:

    Obrigado pela dica, vou conferir...bjão e continuo acompanhando suas peripécias gastronômicas e ratíferas...rs. Linda semana.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.