25 de fev de 2010

QUANDO FOI?

Quando foi a última vez que sorriu?
Deu aquela gargalhada gostosa
Quando foi a última vez que pisou na grama molhada?
Comeu doce de leite com goiabada
Quando foi a última vez que abraçou uma criança?
Disse : "EU TE AMO"
Quando foi?
Quando foi a última vez que viu desenho animado?
Quando foi a última vez que elogiou alguém?
Quando brincou de voltar a infância novamente?
Quando assistiu o amanhecer com calma?
Quando foi a última vez que contou estrelas?
Quando foi?
Quando foi a última vez que rezou?
Quando foi a última vez que se permitiu chorar?
Qundo foi a última vez que se deu um presente?
Quando foi a última vez que comprou flores?
Quando comeu seu prato favorito?
Sonhou com anjos?
Construiu castelos de nuvens?
Quando foi a última vez que sonhou que estava voando?
Quando foi a última vez que pediu perdão?
Quando foi a última vez que se aceitou e aceitou os outros?
Quando foi a última vez que se amou?
Quando foi?

"Atrás de toda pessoa séria e carruncuda, tem uma criança adormecida querendo brincar".

(Edilson Cravo)

23 comentários:

  1. ADOREI ESSE! A sociedade (e nós mesmos) nos empurramos a viver mecanicamente, fazendo parecer que somos durões. E até gostamos de demostrar isso. Admitir que queremos um pouco de amor e diversão, das mais inocentes, é motivo de VERGONHA pra muita gente. Eu sei que eu MORO num castelinho nas nuvens, sonhando com amores raros, um Oscar e me entupindo de pizza, minha comida preferida.

    ResponderExcluir
  2. faço isso tudo todos os dias =] e assim sigo alegremente....

    beijos, querido e obrigada pela visita, volte sempre que quiser

    MM.

    ResponderExcluir
  3. Ola!
    A maioria disso eu fiz esses dias rsrs.
    Mas convesso que fazia tempo que não parava pra pensar em tudo isso.

    Muito bom seu blog, gostei muitos dos textos.

    Espero recê-lo em meu blog.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Lendo o seu questionamento, cheguei a conclusão que não estou tão desatualizado assim não. Várias respostas foram positivas.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. a vida para ser vida não pode prescindir destas sutilezas ... nunca perder estas referências é a questão para se viver verdadeiramente ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Queridos Enrique,FinaFlor,E!?,Wanderley,Paulo e Fabricio:

    Gente assim vou acabar me sentindo hein...rs
    Obrigado o carinho de todos vocês, todos juntos construímos este espaço tão democrático. Bjsss e lindo fim de semana.

    Obs: Querido Fabrício, obrigado os comentários e pode ter certeza que irei visitá-lo sim, gosto muito de ampliar o círculo de amizades. Pela brévia( do que li), vou curtir teu espaço tb. Bjão querido.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Ola Edilson.
    Bom, primeiramente quero manter-me no anomimato pois sinto mais livre para ser um eu que não mostro mas sou, também porque preciso manter-me anonimo por motivo de direitos de imagem, também pelo que você citou que consequentemente tudo isso gera curiosidade.
    Quanto ao branco vazio e angustiante é uma reação propriamente sua, o branco é leveza, calmidade, e esta pronto a receber novas cores, parece angustiante quando você se pergunta ou tem em mente o que fazer para preenche-lo , assim como quando você se pergunta "quando foi...?" é um espaço em branco quendo ser preenchido.
    Obrigado , a você também um excelente final de semana.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  10. Querido E!?:

    Respeito sua decisão, apenas expus meu ponto de vista, mas longe de mim querer transformá-lo, cada um é do jeito que é, e que assim seja...rs
    Abraçosss querido.

    ResponderExcluir
  11. obrigado edilson, pela visita e pelo comentário. Bom, eu classifico meu blog como "acanhado".....rs Espero poder contar sempre com suas visitas por lá, eu estarei sempre por aqui.
    abs
    PS: endireitando a cagada...rs

    ResponderExcluir
  12. Edilson, vivemos a nossa vida e nos esquecemos de parar para refletir sobre esses gestos que são, na verdade, o que dão sentido a ela. Foi bom pensar um pouco nisso. Abração.

    http://quasepoema.zip.net

    ResponderExcluir
  13. Quanta gente por ai não vive a vida, esquecendo de aproveita-la...

    Brigado pelas tuas visitas!

    ^^

    ResponderExcluir
  14. Quando foi? Nem eu sei...
    Sumi...mas estou de volta, ok. Abração.

    ResponderExcluir
  15. Olá! Tdo bem?

    Lendo este poema eu percebo como, muitas vezes, passo pela vida tão correndo que não dou importância para pequenas coisas especiais... Isto é triste...

    Abraço

    ResponderExcluir
  16. É pra poupar esses tipos de perguntas
    Que tento me permitir a tudo, todos os dias...
    Lindo!!!!
    Bjos e bom fds
    =)

    ResponderExcluir
  17. Queridos Guto,Sam,J.M,Três Egos e Bia Monteiro:

    Que alegria saber que vocês se identificaram com esta postagem. Na verdade tantas vezes passamos pela vida sem nos darmos conta de tantas coisas simples e maravilhosas que nos cercam não é mesmo? Bjss e lindo fim de semana a todos que acompanham o blog.

    ResponderExcluir
  18. Ai aii
    faz tempo q naum faço muita dessas coisas aí
    mas tento ao maximo simplificar tudo e fazer coisas pequenas se tornarem grandes!!
    abraçooo ótimo blog!

    ResponderExcluir
  19. MAIS TA FICANDO BUNITO HEIM ?? GANHANDO SELO , 2004 VISITAS ... TA FICANDO MUITO CHIQUE ESSE MEU AMIGO MAS ELE MERECE NÉ GENTE ? SORTE NOSSA !!!!!!!!!!!!!
    BEIJAO
    obs: ponto assinado ate a proxima !!!

    ResponderExcluir
  20. oi !!
    Faço sempre essas coisa e nem reparo
    como é bom,e faz bem !!
    adore aqui...bjus

    ResponderExcluir
  21. Queridos Vanderson,Mara e Rena:

    Obrigado o carinho de vocês, podem ter certeza que me empenho ao máximo para tornar o Lua um lugar agradável e de encontro de idéias. Bjss e linda semana a todos.

    ResponderExcluir
  22. Doce de leite com goiabada? Nunca heheh vou experimentar...Bjs

    ResponderExcluir
  23. Querido Rodrigo:

    Experimentaaaaaa...rs. Linda semana..bjss.

    ResponderExcluir

O Lua agradece sua visita, volte sempre.